Crédito: Governo do Estado

Na semana em que completa nove meses, o modelo de Distanciamento Controlado, lançado no dia 10 de maio de 2020, indica que a maioria das regiões do Estado está com alto risco para esgotamento da capacidade hospitalar e velocidade de propagação do vírus no mapa preliminar da 40ª rodada.

Divulgada ontem, sexta-feira, dia 5, a classificação prévia traz 13 regiões em bandeira vermelha – duas a mais do que na rodada anterior. As outras oito regiões receberam bandeira laranja. Como a região Covid da Serra, que tem como referência Caxias do Sul, segue em bandeira laranja, de risco médio, isso inclui seis municípios do Vale do Caí, entre eles Bom Princípio, Feliz, Vale Real, São Vendelino, Alto Feliz e Linha. As demais 14 cidades do Vale do Caí, que tem como referência Canoas e Novo Hamburgo, retornaram para a bandeira vermelha, de risco alto, devido ao elevado número de casos, internações e óbitos de pacientes com coronavírus. Cinco municípios podem adotar protocolos de laranja porque não tiveram mortes ou internações nos últimos 14 dias: Barão, Harmonia, Salvador do Sul, São José do Hortêncio, São José do Sul e Tupandi. As outras nove cidades podem adotar protocolos de laranja devido a cogestão.

Entre os indicadores monitorados pelo sistema de enfrentamento à pandemia, chamam a atenção a redução no número de pacientes confirmados com coronavírus em leitos clínicos (-7%) e um leve aumento nos leitos de UTI (+3%). Contabilizando o pequeno aumento do total de leitos e também dos confirmados com Covid-19 em UTI, verifica-se estabilidade no número total de leitos de UTI ocupados em todo o Rio Grande do Sul.

Na 40ª semana do Distanciamento Controlado, houve também redução nos registros de novas hospitalizações (-19%), de casos ativos (-17%) e de óbitos por Covid-19 (-15%). Embora os dados indiquem estabilização e a vacinação será ampliada com a expectativa de envio de novas doses ao Rio Grande do Sul neste final de semana, as cores do mapa preliminar alertam para a gravidade da situação no Estado.

Com a proximidade do Carnaval, o Gabinete de Crise chama a atenção para que os gaúchos sigam respeitando os protocolos, principalmente quanto à higienização constante, evitar aglomerações e uso obrigatório de máscara em todas as bandeiras.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here