Aumento no número de óbitos por coronavírus, com mais de 4 por dia no Vale do Caí, ocasionando restrições em hospitais como o HM (foto), deixa a região em alerta para aumentar a prevenção no feriadão de Páscoa - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Os últimos boletins dos hospitais apresentam certa estabilidade em relação às semanas anteriores, quando o número de internações não parava de subir. No Hospital Montenegro (HM), que é o maior da região, a taxa de ocupação da UTI ontem, terça-feira, era de 130%, enquanto até semana passada estava em 140%. Outra boa notícia é que a fila de espera para vaga na UTI, que chegou a ter 10 pacientes, ontem estava zerada, ou seja, ninguém aguardando. Na unidade de internação fora de UTI a ocupação, que beirava os 100%, ontem baixou para 79%. Já no Hospital Unimed, também de Montenegro, a UTI continuava lotada ontem, mas reduziu a ocupação de leitos fora do CTI para 57%. O número de internados por coronavírus também diminuiu, conforme os últimos boletins. Eram 54 em 12 de março e na última sexta-feira caiu para 31.

A redução nas internações ainda não pode ser comemorada, principalmente porque o número de óbitos de pacientes com coronavírus aumentou assustadoramente neste mês de março. Na segunda-feira Montenegro registrou mais quatro óbitos e ontem outros dois. São Sebastião do Caí registrou mais cinco ontem, incluindo caienses que morreram fora do município e região. Só neste mês de março, Montenegro teve 40 mortes e agora soma 97 desde o início da pandemia. Portanto, 41% dos óbitos ocorreram só neste mês de março. O Caí teve 15 neste mês e até ontem tinha totalizado 35. Somando os vinte municípios do Vale do Caí, integrantes da AMVARC, até ontem foram 300 mortes desde maio de 2020, sendo que 132 foram agora em março, ou seja, neste mês a média de óbitos passou de 4 por dia na região. E ainda faltam contabilizar as ocorridas hoje, quando termina o mês.

Preocupação com o feriadão

Após os reflexos do feriadão de carnaval, a preocupação agora é com a Páscoa. A orientação é para as pessoas evitarem encontros de família e visitas, que possam gerar aglomerações. E que reforcem as medidas de prevenção, como o uso de máscara, distanciamento, higiene e limpeza.

Em Montenegro foram retirados até os bancos das praças para evitar aglomerações
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

Para evitar aglomerações, além das fitas de isolamento, em Montenegro foram retirados até os bancos das praças e espaços públicos, já que muitas pessoas insistiam em descumprir as medidas e se reunir nos locais.

O Governo do Estado segue com os protocolos de bandeira preta, incluindo restrições ao comércio e serviços, principalmente em finais de semana e feriados. Foi prorrogada a suspensão de atividades não essenciais entre 20h e 5h nos dias úteis e durante final de semana e feriados.

Vacinação

A vacinação contra o coronavírus está avançando na região. Cada município está fazendo a sua programação, de acordo com os lotes de vacinas recebidos. São Sebastião do Caí, por exemplo, nesta quarta-feira, dia 31, vai vacinar idosos a partir dos 65 anos, no drive thru no Parque Centenário, com entrada pelo portão principal (perto do antigo Restaurante Variani), entre 8h e 13h. Já Montenegro segue com vacinação de idosos a partir dos 67 anos, além do reforço da segunda dose da Coronavac, no Parque Centenário, em drive thru entre 8h e 16h, ou até terminar o estoque.

A expectativa é de receber mais vacinas ainda nesta semana e outras faixas etárias serem beneficiadas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here