Casa Canônica será restaurada

Projeto para captação de recursos foi aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura - Crédito: Prefeitura
A proposição da Associação de Estudantes de São Vendelino de restaurar a Casa Canônica de São Vendelino foi aceita pelo Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul (CEC-RS) para financiamento pelo Pró-Cultura RS, com recursos de ICMS, pelo sistema de fomento da Secretaria de Estado da Cultura.
A edificação tombada pelo patrimônio histórico em 2006 passará a ser a Casa de Cultura de São Vendelino. A antiga Canônica, que foi adquirida pelo município, é o único sobrado urbano em alvenaria remanescente na cidade. Com o restauro, a Casa Canônica oferecerá espaço para as atividades da Orquestra Municipal de Sopros, do Grupo Vocal e dos Grupos de Dança Folclórica Sankt Wendel e que até hoje não dispõem de um local adequado. Também será a sede da Biblioteca Municipal Estevão Wagner, criada em 1990. No sótão será instalado o Memorial da Casa do Sapateiro, com expografia de longa duração que pretende preservar a memória material e imaterial do sapateiro assim como a identidade e patrimônio da cidade, em seus aspectos históricos, culturais, urbanísticos e imateriais.
O parecer do Conselho Estadual de Cultura enfatiza que o projeto é “Muitíssimo relevante pelo teor histórico-cultural e também pelo seu belíssimo plano de uso para o referido espaço público democrático pós restauro”. Também foi declarado como oportuno, por retratar “a transversalidade entre cultura e patrimônio em todos os seus aspectos, interagindo com a comunidade”.
A obra está orçada em R$ 2,1 milhões, tendo o município o compromisso de aplicar 30% do valor total do projeto.
Os recursos aprovados para captação somam R$ 1.558.182,86 e estão sendo captados pela Associação de Estudantes de São Vendelino, pela equipe técnica executora do projeto e pela Prefeitura Municipal junto às empresas. Os interessados podem entrar em contato pelo Fone/WhatsApp 51 99682-2677.
Bem consolidado, o projeto de restauro conta com apoio do Conselho Municipal de Cultura. A sua execução propõe a gravação de um documentário de todas as etapas do restauro, oferece uma oficina de fotografia para a comunidade geral e escolar, além de proporcionar um excelente plano de uso vislumbrando a democratização do acesso à arte. Ao encerrar, o restauro propõe e planeja um belo espetáculo de inauguração.
Para a prefeita Marlí Weissheimer, esse é um dos projetos de resgate histórico mais valiosos para São Vendelino e a região. Recorda ainda que há ainda o projeto de restauro de casa do Pastor, junto à comunidade evangélica. “Buscamos valorizar a nossa história e tornar a mesma presente entre os que hoje vivem e respiram os ares culturais de São Vendelino”, salientou a prefeita lembrando da importância do envolvimento da comunidade neste trabalho.
A história
Casa Canônica foi inaugurada em 1932
– Reprodução/FN
Inaugurada em 1932, a Casa Canônica marca a história local pelo grande esforço coletivo de toda a comunidade católica na construção deste imóvel, que recebeu o primeiro padre residente na Paróquia de São Vendelino. Essa belíssima construção também foi a casa do Cônego Pedro Alfredo Caspary, uma importante liderança no desenvolvimento econômico, religioso e cultural da cidade. Entre 1990 e 2018 o imóvel foi a sede da Prefeitura Municipal de São Vendelino.
Conforme a doutora Cristina Seibert Schneider, “a edificação está localizada no centro da cidade, no principal acesso e em local de destaque. A edificação faz parte de um sítio histórico formado pelo Altes Pfarrschule (1937), antigo cemitério, Casa Auth e o Arroio Forromeco, formando um conjunto de grande importância na paisagem urbana. Assim, o restauro e a revitalização desse espaço cultural irão fomentar o turismo cultural, a preservação da memória coletiva e a democratização do acesso”.

0 Comentários

Deixe um Comentário

2 × 1 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página