Campani entrega documento propondo mudança do pedágio do Areião para a Scharlau

Em setembro deverá ter reunião com representantes do Governo do Estado e da empresa vencedora do leilão para avaliar a possibilidade de alteração - Crédito: Prefeitura

Na manhã desta segunda-feira, dia 8, o prefeito de São Sebastião do Caí, Júlio Campani, teve nova reunião na qual entregou pessoalmente ao Diretor Geral de Parcerias Público-privadas do Governo do Estado, Rafael Ramos, a correspondência assinada pelo Executivo Municipal, Câmara de Vereadores, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACIS Caí), contendo sugestões de alteração do local da praça do pedágio do quilômetro quatro da ERS 122 (Areião), para o quilômetro três da ERS 240 (bairro Scharlau em São Leopoldo).

Nessa reunião ficou ajustado, conforme já tratado anteriormente, que o próximo encontro, previsto para setembro, acontecerá reunindo representantes da Secretaria Extraordinária de Parcerias do Estado, da Prefeitura de São Sebastião do Caí e do Consórcio Integrasul, vencedor da concessão do lote 3, do pacote de rodovias estaduais, do qual faz parte a RS-122 e a RS 240, com a participação também de técnicos do BNDES, para avaliação da proposta.

O prefeito caiense diz que ficou satisfeito com a manutenção do diálogo que tanto cobrava por parte do Governo e empresa vencedora do leilão “Tenho confiança de que na reunião marcada para setembro consigamos avanços mais significativos e positivos nas nossas tratativas”, acredita Júlio Campani.

Negociações avançam

Campani tem liderado uma mobilização contra a instalação do pedágio no Caí. Além de protesto e abaixo-assinado, já foram várias reuniões com deputados, secretários estaduais, governador e representantes da empresa que venceu a licitação.

O prefeito caiense tem ressaltado que, se instalada no quilômetro 4, como proposto inicialmente, a praça de pedágio dividiria o Bairro Areião do restante do município, prejudicando toda a comunidade, tanto pela obrigatoriedade de pagamento nos dois sentidos, quanto pelo valor exorbitante estipulado, de quase dez reais. Júlio destaca que a mudança de local é uma reivindicação de todas as lideranças locais e da comunidade, desde o lançamento do edital em junho de 2021.

Entre as alternativas apresentadas por Campani, além do KM 3 da ERS 240 na Scharlau em São Leopoldo, está a mudança para o quilômetro 2,5 na divisa entre Portão e São Sebastião do Caí (mais perto do atual pedágio de Rincão do Cascalho). Caso não aconteça a mudança, o prefeito já adiantou que vai melhorar as condições de desvios, como o da estrada do Passo da Taquara, que recentemente teve mais um trecho asfaltado ligando a RS 122 no Caí com a RS 240 em Capela de Santana.

0 Comentários

Deixe um Comentário

um + 2 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página