Maratá faz mutirão para recuperar estragos

Comunidade está mobilizada após os prejuízos causados pelas chuvas - Crédito: Prefeitura
Ao longo desta sexta-feira, dia 16, a água foi baixando e os sinais de destruição ficaram mais visíveis no centro de Maratá. Equipes de servidores do Município de Maratá, Bombeiros SCAB e moradores se uniram em um mutirão para iniciar a limpeza de residências e estabelecimentos comerciais.
Lama, galhos, troncos, móveis e outra peças podiam ser vistos em calçadas, cercas e ruas. Um cenário apocalíptico e triste. O Colégio Estadual Engenheiro Paulo Chaves foi tomado pela água e dezenas de itens foram perdidos, segundo a diretora Mirtes Maria Sost. “Conseguimos salvar apenas Televisores e Chromebooks. Na segunda-feira vamos receber um engenheiro da 2ª Coordenadoria Regional de Educação e já acionamos o seguro. Perdemos a maior parte das coisas na escola”, afirma a diretora.
Para a prefeita Gisele Adriana Schneider, cidadãos de Maratá vivem uma situação difícil. A chefe do Poder Executivo convocou servidores para auxiliarem moradores que estão sofrendo com a enchente. “Estamos atuando na limpeza e reorganização da nossa cidade. Muitos moradores pediram ajuda para limparem suas casas no centro, portanto, é momento de apoio e solidariedade para juntos superarmos mais esta triste situação”, destaca a prefeita.
O Município realiza o levantamento de dados, imagens e demais informações necessárias para editar um Decreto de Calamidade Pública. No final da tarde, a prefeita Gisele participou da reunião online com Beto Fantinel, Secretário de Estado de Assistência Social, e com o Ministério do Desenvolvimento Social a fim de tratar sobre encaminhamentos referentes às situações emergenciais dos Municípios que estão identificados pela Defesa Civil do Estado como mais atingidos, após os prejuízos causados pelo ciclone.
Crédito: Prefeitura

Solidariedade
Com o objetivo de colaborar com as famílias que tiveram perdas com a enchente, o Município de Maratá lança uma campanha de doações. Neste momento o mais essencial e urgente são colchões, cobertores e utensílios domésticos. As doações podem ser realizadas no CRAS neste sábado, dia 17, e a partir de segunda-feira.
Além disso, algumas famílias perderam alguns móveis. Estes moradores podem fazer contato com a Defesa Civil local e a Secretaria Municipal de Habitação e Assistência Social e informar quais itens são necessários. Para doar, ligue ou mande um WhatsApp para o número 51 996 547 939.
Caso você queira doar móveis, entre em contato pelo mesmo número informado nesta matéria e verifique quais peças são necessárias e informe o endereço para a retirada. Se preferir, faça contato direto com as famílias atingidas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

12 − 5 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página