Hospitais Montenegro (foto) e Unimed estão operando acima da capacidade - Arquivo/FN

O agravamento do cenário da pandemia, com o crescente número de internações de pacientes com coronavírus, está deixando os hospitais cada vez mais lotados, provocando um colapso no sistema de saúde.

A direção do Hospital Montenegro (HM) encaminhou novo ofício para a Regulação Estadual, comunicando o fechamento de seu setor de emergência por mais 24 horas. Ontem já tinha ocorrido o fechamento por 12 horas. Conforme o comunicado, o hospital encontra-se com superlotação da emergência e UTI. “Estamos com os 16 leitos da UTI ocupados, sem previsão de alta nas próximas 48 horas”, informou o documento. “Devido à grande demanda e complexidade dos pacientes atendidos, o setor de emergência não possui mais capacidade para assumir novos casos, devido a falta de pessoal e equipamentos”, completa. Por isso foi solicitado a regulação do Samu que não encaminhe novos pacientes graves nas próximas 12 horas. A direção do HM alega que será um período necessário para que o serviço hospitalar seja reorganizado. O comunicado foi assinado pelo diretor técnico do Hospital Montenegro, médico Jean Ernandorena.

O diretor executivo do HM, Carlos Batista da Silveira, já havia alertado sobre a gravidade da situação e o risco de não poder mais receber pacientes devido a superlotação decorrente do grande aumento de internações por Covid-19. Ele chegou a pedir um lockdown, para diminuir o contágio, além de mais ajuda para o hospital, que enfrenta dificuldades para manter o atendimento neste que é o pior momento da pandemia.

A taxa de ocupação da UTI é de 140%, com 14 casos confirmados internados e 4 aguardando leito de unidade de terapia intensiva. Já fora de UTI a taxa de ocupação é de 93%, com 23 casos confirmados e 4 suspeitos internados.

O coordenador local do Samu, médico Rogério Menezes, destacou que não existe outra opção para os casos de urgência e emergência. Por isso, mesmo com a superlotação, o Samu vai continuar levando os pacientes para a sua base, que é o Hospital Montenegro. Além disso, ressalta que em outros hospitais também não existem vagas.

Unimed suspende atendimento particular

Hospital Unimed suspendeu atendimento particular por tempo indeterminado
– Arquivo/FN

Em comunicado no final da manhã desta terça-feira, dia 16, a Unimed Vale do Caí informou que, devido ao nível de ocupação de suas unidades, está suspendendo, por tempo indeterminado, o atendimento particular no Hospital Unimed Vale do Caí, situado em Montenegro.

Todos os leitos do hospital estão ocupados. São 10 leitos de UTI adulto, mas a ocupação é de 130%. Nos leitos covid fora de UTI a taxa de ocupação é de 156% entre casos confirmados e suspeitos de coronavírus.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here