Buracos causam transtornos e aumentam o risco de acidentes na entrada de Montenegro - Crédito: ACOM/Prefeitura

Está bastante precária a situação do principal acesso ao centro de Montenegro. São muitos os buracos, além de problemas de alagamento, no chamado trevo do Posto Shell, situado no cruzamento entre as rodovias RSC 287, RS 240, BR 470 e Rua Buarque de Macedo.

Crateras se formaram no cruzamento da RSC 287 e RS 240 com BR 470 e Rua Buarque de Macedo
– Crédito: ACOM/Prefeitura

O prefeito Gustavo Zanatta encaminhou um ofício à direção da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), responsável pelo trecho, solicitando melhorias. Com as chuvas dos últimos dias, os buracos aumentaram. Além dos transtornos para os motoristas, podendo causar danos nos veículos e gerando congestionamentos, aumenta o risco de acidentes. Ao desviar das crateras, os condutores muitas vezes se descuidam, colocando em perigo os demais usuários.

O local é um dos cruzamentos mais movimentados do Estado. Por ali transitam inúmeros caminhões vindos da Serra pela BR 470; da Região Metropolitana, pela ERS 240; e do Vale do Taquari, através da RSC 287. Toda essa movimentação é intensificada ainda pelo ir e vir dos próprios montenegrinos que trabalham nas indústrias e no comércio estabelecido ao longo das rodovias.

Buracos também podem causar danos nos veículos
– Crédito: ACOM/Prefeitura

A responsabilidade pela manutenção da estrada é da EGR, que reconheceu a necessidade de intervenções urgentes no local. Recentemente foi feito um reforço na sinalização, com a colocação de placas. Mas o maior problema é a buraqueira. De acordo com o diretor-presidente da EGR, Marcelo Gazen, haverá uma operação tapa-buracos no local assim que o tempo melhorar. Até lá os motoristas devem ter atenção redobrada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here