Morador de Harmonia é atropelado na calçada em Montenegro

Uma motorista teve mal súbito e perdeu a direção, atingindo duas motos estacionadas e o pedestre na calçada - Crédito: Bombeiros de Montenegro

Um policial militar da reserva, de 56 anos, morador de Harmonia, foi atropelado quando caminhava pela calçada, no centro de Montenegro, no final da manhã de ontem, terça-feira, por volta de 11h15. Ele foi atingido por um automóvel desgovernado que subiu a calçada na chamada “esquina dos bancos”, junto ao cruzamento das Ruas Ramiro Barcelos e São Luiz, bem no centro da cidade.

O automóvel Gol era conduzido por uma motorista de 54 anos que teria tido um mal súbito e perdeu a direção. Ao atingir o pedestre na calçada, a vítima teve a sua perna direita prensada contra a parede do prédio de uma farmácia. O carro ainda destruiu um contêiner e danificou duas motos que se encontravam estacionadas. O pedestre foi inicialmente atendido por populares, entre eles um policial militar de folga que improvisou um torniquete para estancar o sangue e conter a hemorragia. Em seguida chegou à guarnição da Brigada Militar, bombeiros e o Samu, dando sequência ao atendimento. A vítima foi encaminhada ao Hospital Montenegro, sendo necessários vários pontos, mas por sorte não teve fratura e ontem mesmo já teve alta. A motorista também foi socorrida. Ela não teve lesões, mas após o acidente estava em estado de choque, sentada no chão ao lado do seu carro.

Um grande susto

Vanderlei de Paula, que é natural de Montenegro, onde atuou como policial militar e tocou na banda da Brigada, estava na cidade em que tem vários familiares e amigos. Caminhava pelo centro quando foi surpreendido na calçada pelo carro desgovernado. “Foi muito rápido. Tentei pular e levantar e ficou esmagada a perna direita. Na hora que vi minha perna esguichando sangue um colega meu viu e veio me socorrer. Disse para ele faça um torniquete. Tirei minha cinta e entreguei. Tinha outro senhor que arrumou uma corda, mas o sangue não parava. Levantei a perna pra cima e daí chegou a BM que fez um torniquete na coxa, Samu e bombeiros chegaram e fui para o hospital. Levei trinta e poucos pontos no lado da panturrilha da perna direita, mas estou bem em casa”, relata, após ter alta do hospital.

0 Comentários

Deixe um Comentário

9 − 7 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página