Em reunião na Assembleia Legislativa, foi solicitada a redução das tarifas nos pedágios do Caí e Capela

Deputados, prefeito de Montenegro e representante dos moradores participaram do encontro em Porto Alegre - Crédito: Prefeitura de Montenegro

A Comissão de Segurança, Serviços Públicos e Modernização do Estado, presidida pelo deputado Leonel Radde (PT), ouviu na manhã desta quinta-feira (22), na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, a reivindicação das comunidades de Capela de Santana e Montenegro a respeito da repercussão da cobrança de pedágios no Vale do Caí, situação que determinou a mobilização da comunidade e o início de protestos nas rodovias, como aconteceu no dia 18 na ERS 240, km 30, em Capela de Santana, e outro que deverá ocorrer no dia 2 de março na ERS 122, em São Sebastião do Caí.

Representando a comunidade, Robledo Ezequiel fez uma exposição aos deputados a respeito da situação do pedágio de Capela de Santana e em todo o Vale do Caí. A situação está incontornável uma vez que a cobrança adotada no contrato atual está impactando na vida dos moradores que circulam na área de abrangência das praças de pedágios, que eliminaram ajustes anteriores que reduziam o custo do pedágio para a circulação dos moradores nesses espaços. O impacto nas comunidades gerou protestos, como no dia 18 de fevereiro, quando houve bloqueios na RS 122, em Capela de Santana, e outro está previsto para o dia 2 de março, em São Sebastião do Caí. Robledo mostrou vídeo do governador Eduardo Leite, de fevereiro do ano passado, em que garantiu que haveria solução para mitigar os impactos nas comunidades atingidas.

O prefeito de Montenegro, Gustavo Zanatta, pediu união das forças dos prefeitos da região com os deputados para buscar junto ao governo e à concessionária a alteração nos valores do pedágio, que passou de R$ 5 para R$ 9, o que é inviável para o padrão salarial dos moradores daquelas comunidades. Ele apresentou duas opções, como aditivo no contrato para aumentar o prazo de concessão e assim reduzir a tarifa ou, diluir em mais tempo o investimento previsto no contrato nos anos iniciais. Disse que em contato com a empresa foi informado que essas alterações podem ser encaminhadas ao governo e viabilizadas no contrato.

Os deputados Jeferson Fernandes (PT), Delegado Zucco (Republicanos) e Guilherme Pasin (PP) se manifestaram no sentido de buscar alternativas para contemplar a reivindicação das comunidades do Vale do Caí. Radde encaminhou sugestão de solicitação de audiência com o governador e os prefeitos, para tratar do assunto, e informações a respeito dos dados contratuais da referida praça de pedágio.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

dezoito − onze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página