No projeto de concessão, Governo propõe que pedágio no Portão seja desativado e dividido em duas novas praças, o que tem gerado protestos - Crédito: Jefferson Bernardes/Agencia Preview/EGR

Até o próximo sábado, dia 31, ocorre a consulta pública sobre o projeto de concessão e instalação de novos pedágios, proposto pelo Governo do Estado. No site parcerias.rs.gov.br/rodovias o governo do Estado recebe questionamentos e sugestões. Para participar, os interessados devem realizar seus apontamentos mediante o preenchimento do “formulário de contribuições”. O documento deve ser encaminhado para o e-mail [email protected], destacando no campo “assunto” o bloco (bloco 3) a que se referem as contribuições. O Governo garante que as sugestões serão respondidas pelo corpo técnico.

A previsão é de que até o final do mês de agosto deve ter uma definição sobre o processo de concessão e onde serão os novos pedágios. O Governo informou que a praça de Portão será desativada e propôs a instalação de um novo pedágio na RS 122, no quilômetro 22,5, no bairro Bela Vista, em Bom Princípio. E outra praça na RS 240, altura do quilômetro 25, em Capela de Santana.

Em reunião na última semana, de lideranças de Capela com o secretário extraordinário de Parcerias do Estado, Leonardo Busatto, que coordena o processo, foi informado que o pedágio não será mais no quilômetro 25 da RS 240 e que um novo local está sendo estudado. Quanto ao pedágio na RS 122 também não se tem uma definição, já que prefeitos, demais lideranças e entidades da região se manifestaram contrários. Pelo projeto, os novos pedágios terão cobrança nos dois sentidos e sem direito a isenção. No último domingo inclusive ocorreu um protesto no pedágio de Portão, onde manifestantes fecharam a rodovia, fazendo com que motoristas utilizassem um desvio. Os manifestantes reivindicavam a permanência da isenção nas tarifas para os moradores de Portão.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here