Os três cães, na foto com a Secretária estadual Regina Becker Fortunati , foram localizados e estão bem - Reprodução/FN

O desaparecimento de três cachorros que viviam no pátio da Prefeitura de Capela de Santana está intrigando a comunidade capelense. O caso está tendo grande repercussão e já houve até um registro na Delegacia de Polícia.

Conforme a ocorrência, registrada na DP nesta segunda-feira, os três cães sem raça definida (vira-latas), costumavam dormir e se alimentar no pátio da Prefeitura e Posto 24 horas. Os animais, segundo registro feito pela professora Kátia de Oliveira Koch, estão desaparecidos desde a última quarta-feira, dia 22. Ela relata que eles eram tratados pela comunidade e ela inclusive auxiliava financeiramente com procedimentos médico-veterinários e ração. Kátia lamenta ainda que um dos ativistas da causa animal do município, Marciano Rodrigo Fraga Person, o qual era CC da Prefeitura desde 2017, foi demitido após pedir esclarecimentos sobre o desaparecimento dos cachorros através do lançamento de um abaixo-assinado.

O abaixo-assinado, através da internet, pede também a intervenção do Ministério Público no sentido de apurar o que aconteceu com os cães. A secretária estadual da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, Regina Becker Fortunati, também fez uma postagem nas redes sociais se referindo aos cães Bernadão, Chocolate e Quinha, que se encontram desaparecidos. “Conheci os animais no dia 2 de junho quando fomos formalizar o repasse de R$ 150 mil de emenda parlamentar do deputado federal Marcelo Moraes para investir justamente na causa animal”, lembra. “Queremos saber onde estão os cães, prefeito Alfredo Machado?”, questionou. Na postagem ela referiu que na véspera do sumiço dos cães ocorreu uma reunião na Prefeitura para tratar justamente da retirada dos cachorros do local. E estranhou que as câmaras de vigilância, que poderiam dar pronta resposta, estariam desligadas.

A Polícia Civil de Capela de Santana, que investiga o desaparecimento, solicita o apoio da comunidade afim de que informe o paradeiro onde se encontram os animais. Se alguém por ato positivo, de dar um lar para os animais, os levou para casa, ou se tem conhecimento de crime de maus tratos, deve entrar em contato, mesmo de maneira anônima, com os telefones 3698-1377 ou 051 98502-0425.

A reportagem buscou uma posição da Prefeitura através da Assessoria de Comunicação, mas não obteve retorno.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here