Acusado da morte de Debby Michels está preso

Personal trainer Debby Michels, de 30 anos, foi morta no último dia 26 de janeiro - Crédito: Redes sociais

A Justiça decretou a prisão preventiva e o acusado de feminicídio ocorrido em Montenegro na madrugada da última sexta-feira, dia 26, está preso. Conforme a Polícia Civil, o indivíduo de 48 anos, que não teve o nome divulgado e era companheiro da vítima, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e conforme combinado com a defesa e familiares se apresentou na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) que está investigando o crime.

Debora Michels Rodrigues da Silva, a “Debby”, de 30 anos, foi sepultada na manhã de ontem, sábado, no Cemitério de Montenegro. Na manhã de ontem, na Praça Rui Barbosa, no centro de Montenegro, também ocorreu um Ato de Solidariedade à Debby Michels e a todas as mulheres que foram vítimas de feminicídio e de outros crimes.

Crime ocorreu no bairro Centenário na madrugada de sexta-feira

O companheiro de Debora já tinha se apresentado na noite de sexta-feira, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, acompanhado de advogado. Mas como a prisão preventiva ainda não tinha sido decretada pela Justiça, acabou sendo liberado. Conforme o delegado regional, Marcelo Farias Pereira, ele foi ouvido pela delegada Cleusa Spinato e durante o depoimento declarou que teria ocorrido uma discussão por questões de ciúmes, na casa em que moravam, na localidade de Vendinha, quando a vítima teria se botado nele, chegando a machucá-lo perto da orelha, mostrando as lesões leves.

De acordo com a Polícia, ele admitiu que pegou ela pelo pescoço, levantando e jogou contra o guarda-roupa. Ao verificar que a companheira começou a passar mal, relatou que colocou ela no carro e foi em direção a Montenegro. No caminho ele diz que percebeu que ela não tinha pulso e não respirava. Então afirmou que entrou em desespero e deixou o corpo na frente da casa dos pais dela, sexta-feira de madrugada, no bairro Centenário. Alegou que não tinha a intenção de matar a companheira.

“Debby Michels” era bastante conhecida pela atuação como fisiculturista, personal trainer e como instrutora em academia. Graduada em educação física, tinha grande número de seguidores nas redes sociais, onde postava vídeos com dicas de exercícios e treinamentos. Ela e o companheiro trabalhavam em academia de ginástica, sendo ele também personal trainer, fisiculturista e instrutor. A principal suspeita da Polícia é de feminicídio em crime passional, já que o casal estava em processo de separação e justamente na sexta-feira familiares dizem que Debora iria buscar seus pertences na casa em que morava com ele na localidade de Vendinha para se mudar para um apartamento.

0 Comentários

Deixe um Comentário

15 + seis =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página