Polícia faz segunda fase da Operação “5 Mandamentos”, da execução em São Vendelino, com mais três prisões

Prisões ocorreram em Caxias do Sul - Crédito: Polícia Civil

Na manhã de hoje, terça-feira, dia 11, a Polícia Civil deflagrou a segunda fase da Operação “5 Mandamentos”, com a finalidade de cumprir três mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão.

A operação policial, que visava combater crimes de homicídio, entre eles o ocorrido em 6 de janeiro deste ano em São Vendelino, e Organização Criminosa, foi desencadeada pela Delegacia de Bom Princípio, sob a coordenação do delegado Marcos Eduardo Pepe. Contou também com a participação da DPHPP de Caxias do Sul e o apoio de policiais civis da região de Montenegro (DEAM e DPs de Montenegro, São Sebastião do Caí, Vale Real, Feliz, Pareci Novo, Salvador do Sul e Barão).

No total foram presos três indivíduos, sendo dois preventivamente e um em flagrante delito por crime de porte de munições de arma de fogo de uso restrito. As prisões ocorreram todas na cidade de Caxias do Sul. Durante as buscas, foram apreendidas dez munições de pistola calibre .380 e cinco de pistola calibre 9mm, um carregador de pistola e dois celulares. Participaram da Operação 30 policiais civis em nove viaturas.

Trinta policiais civis participaram da operação na manhã desta terça-feira
– Crédito: Polícia Civil

Execução em São Vendelino

O homicídio ocorrido em janeiro em São Vendelino resultou na morte de Bruno Minozzo da Silva, de 33 anos. O crime aconteceu no final da manhã, na margem da ERS-122, altura do quilômetro 35, próximo de um posto de combustíveis, na localidade de Piedade. A vítima estava em um automóvel Gol e ao descer foi executado com vários tiros disparados por três indivíduos. Ele tinha recém saído do Presídio Regional de Caxias do Sul e se dirigia para Porto Alegre, em um veículo de transporte por aplicativo. A condutora do carro estava estacionando o carro junto a um restaurante para almoçar e quando iniciaram os tiros conseguiu se abrigar, não sendo atingida. Já Bruno Minozzo da Silva morreu no local. Conforme a BM, tinha antecedentes por tráfico de drogas, lesão corporal, posse ilegal de arma, falsa identidade, homicídio e roubo a posto bancário, além de outros delitos.

Dois dias após o homicídio, um foragido de 31 anos, suspeito de participação no crime, foi preso pela Brigada Militar em Flores da Cunha. Ele possuía vários antecedentes criminais.

Já em março a Polícia Civil realizou a primeira fase da operação 5 Mandamentos visando desarticular uma organização criminosa estabelecida na Região da Serra Gaúcha e responsável pela prática de diversos crimes (especialmente tráfico de drogas e homicídios), incluindo também o ocorrido em São Vendelino. Na ocasião, 60 Policiais Civis cumpriram ao total 16 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão nas cidades de Caxias do Sul, Canoas e também no Rio de Janeiro.  Também foram executadas 24 ordens de bloqueio de contas bancárias e sequestro de bens – avaliados em mais de meio milhão de reais e sequestrados 12 veículos.

Bruno Minozzo da Silva, de 33 anos, foi morto a tiros em 6 de janeiro na margem da ERS-122
– Crédito: Rádio Solaris

0 Comentários

Deixe um Comentário

8 + doze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página