Incêndio atinge área de mais de 17 hectares de vegetação no bairro São Martim

Bombeiros Caienses têm atendido vários casos de incêndio em mato - Crédito: Bombeiros do Caí

Com o aumento do calor cresceu também o número de ocorrências de incêndio em vegetação, o chamado “incêndio em mato”.

A vegetação mais seca no verão aumenta o risco deste tipo de ocorrência. Por isso o alerta para evitar queimadas que podem fugir ao controle, vandalismo, queima de lixo, bitucas de cigarro ainda acesas, vidro exposto ao sol e outras ações que podem iniciar as chamas. Os incêndios ocorrem tanto em propriedades, como áreas florestais, plantações e campos de pastagens, como em margens de rodovias e estradas. O combate ao fogo, principalmente com o calor e o difícil acesso, é difícil e desgastante. Em muitos casos o fogo coloca em risco casas e prédios próximos.

Na tarde de ontem, sexta-feira, 2 de fevereiro, por volta de 14h45min, os Bombeiros Voluntários Caienses apagaram um incêndio na Estrada do Pinheirinho, no bairro São Martim, em São Sebastião do Caí, que atingiu grandes proporções, queimando uma área de aproximadamente 17 hectares. Foram necessárias mais de 5 horas de combate ao fogo, com dois caminhões e cinco bombeiros.

No dia anterior, quinta-feira, 1º de fevereiro, os bombeiros caienses atenderam outra ocorrência, em torno de 16h20min, na Estrada da Várzea, do bairro Vila Rica, também no Caí. No local ocorreu um incêndio em taquareiras, oferecendo risco para residências que se encontravam próximas.

Já na quarta-feira, 31 de janeiro, pela manhã, às 10h42min, ocorreu um incêndio na Rua 8 do bairro São Martim, também no Caí, atingindo vegetação rasteira e colocando em risco residências próximas.

População deve ficar em alerta para o risco de incêndios em vegetação, que pode também atingir residências – Crédito: Bombeiros do Caí

0 Comentários

Deixe um Comentário

catorze − 12 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página