Família doa órgãos do pedreiro que morreu em acidente

A despedida do pedreiro Rogério Nunes, o seu “Doinha”, de 64 anos, vai acontecer na manhã desta quinta-feira, dia 17. O velório está previsto para iniciar na madrugada de quinta-feira, por volta de 2 horas, na Capela Mortuária São João, da Funerária Vargas. E o sepultamento está programado para as 10h, no Cemitério Municipal de Montenegro.

Rogério Nunes, o Doinha, tinha 64 anos
– Reprodução/FN

A família decidiu fazer a doação de órgãos. “Têm pessoas que precisam. Estão na fila de espera aguardando e meu pai vai poder ajudar”, diz a filha Pamela, de 30 anos. Mesmo num momento de tanta dor, ela e a irmã Gislaine, de 36 anos, optaram por este gesto de solidariedade, para salvar vidas. “O vô vai fazer muita falta. Era como um pai. Cuidava de mim”, escreveu a neta Paola, de 15 anos. “Foste um homem muito guerreiro e especial para nós todos. Sempre trouxeste alegria. Amo e sempre vou te amar eternamente”, disse a filha Gislaine Fabiane Nunes. “Não aguentarei sentir sua falta. Vou sempre te amar eternamente”, completou Pamela. “Você foi um grande homem em minha vida. Não poderemos mais pescar juntos, te abraçar e sentir o teu cheiro”, declarou a neta Jeniffer, 18 anos. “Não dá para acreditar que você partiu. Era um pai para mim. Vou levá-lo na memória e no coração para sempre”, escreveu o sobrinho Júnior Nunes, de 26 anos.

O acidente

Rogério Nunes sofreu o acidente na tarde de 25 de janeiro, por volta de 15 horas, na Avenida Júlio Renner (Via II), do bairro Timbaúva, próximo da Secretaria Municipal da Saúde (Assistência). Trafegava de bicicleta quando foi atingido por um ônibus. Morador do bairro Industrial, foi inicialmente levado ao Hospital Montenegro e devido a gravidade das lesões foi transferido para o Pronto Socorro, o HPS, em Canoas. Conforme familiares, chegou a ter uma melhora, mas não resistiu aos graves ferimentos e faleceu três semanas depois, na tarde da última terça-feira.

Passageiros que estavam no ônibus da Viação Montenegro citam que o ciclista trafegava em sentido contrário e veio de encontro ao coletivo, sendo que o motorista ainda tentou desviar, mas não foi possível evitar o choque. O próprio motorista do ônibus, juntamente com passageiros, prestou os primeiros atendimentos e chamou por socorro. A Brigada Militar registrou o acidente na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e a Polícia Civil será a responsável por apurar os fatos.

0 Comentários

Deixe um Comentário

2 × dois =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página