Estrada do Passo da Taquara pode ser alternativa para desvio do pedágio do Caí

Estrada do Passo da Taquara liga a RS-122 no Caí com a RS-240 em Capela e terá mais um trecho asfaltado

A estrada do Passo da Taquara, que liga a RS-122, em São Sebastião do Caí, com a RS-240, em Capela de Santana, pode ser alternativa de desvio para o pedágio com sistema free flow que deve começar a cobrar a partir deste mês de fevereiro no bairro São Martim. O trajeto aumenta em cerca de 2,5 quilômetros o percurso e ainda não está totalmente asfaltado.

A Prefeitura do Caí anunciou o asfaltamento de mais 1,7 quilômetro, que se juntam aos 2 quilômetros asfaltados em 2022. O investimento será de R$ 2,6 milhões, com previsão de conclusão até a metade do ano. E o restante do trecho, de pouco mais de um quilômetro, devem ser asfaltado pela Prefeitura de Capela de Santana. Outra opção seria a Estrada do Pinheirinho, com quatro quilômetros de extensão, num percurso menor entre a RS-122 e a RS-240, a maior parte dentro do território de Capela de Santana, mas que não se encontra em boas condições de trafegabilidade.

Os dois pedágios, no km 4,6 da RS-122 no bairro São Martim e no km 30 da RS-240 em Capela de Santana, perto da divisa com Montenegro, devem começar a cobrar na metade deste mês de fevereiro. No Caí a tarifa para carros custará $ 12,30 e em Capela 9 reais, com cobrança nos dois sentidos, sendo então desativada a praça do pedágio de Portão.

Existe a expectativa de que outro free flow seja instalado próximo da divisa do Caí com Bom Princípio em agosto deste ano, dividindo o valor das tarifas e tornando assim mais barata a passagem no pedágio do bairro São Martim.

0 Comentários

Deixe um Comentário

15 + 17 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página