Empresa de cimento emite nota sobre acidente em silo que levou trabalhadores para o hospital

Bombeiros e Samu atenderam sete pessoas que inalaram pó de cimento, mas outras cinco também deram entrada no Hospital Montenegro - Crédito: Bombeiros

A Empresa Cimento Gaúcho, do grupo Hipermix, emitiu nota na tarde desta terça-feira, dia 5, sobre o acidente que ocorreu em sua fábrica de cimento em Montenegro, que levou alguns trabalhadores para o hospital.

A Cimento Gaúcho lamentou o acidente ocorrido em sua unidade de Montenegro. Ressaltou o fato de não haver feridos com gravidade, informando que apenas um colaborador sofreu escoriações superficiais. E garantiu que prestará toda assistência necessária aos seus trabalhadores. “Reiteramos nosso compromisso com a segurança e a integridade de nossa equipe e agradecemos a compreensão da imprensa e da comunidade neste momento delicado. Manteremos todos informados sobre os desenvolvimentos subsequentes à medida que tivermos mais informações”, concluiu a nota emitida pela direção da empresa.

Acidente ocorreu por volta do meio-dia no distrito industrial de Montenegro – Crédito: Redes Sociais

 

O acidente

Bombeiros militares e Samu de Montenegro foram acionados por volta do meio-dia para atendimento na empresa de cimento e argamassa situada no distrito industrial de Montenegro, perto do Polo Petroquímico. No local teria ocorrido a queda da estrutura de um dos silos, ocasionando uma nuvem de pó de cimento. Conforme os bombeiros não ocorreu explosão e sim o colapso parcial em um dos seis silos.

Sete pessoas foram socorridas pelo Samu e bombeiros, sendo encaminhadas ao Hospital Montenegro (HM Regional). Seis delas teriam inalado pó de cimento e passaram mal. Outra foi socorrida por colegas e levada para atendimento médico devido a lesão. Mais pessoas teriam sido encaminhadas por particulares.

No Hospital Montenegro pelo menos doze pessoas deram entrada em consequência do acidente, a maioria por ter inalado pó de cimento e um por um corte na cabeça. A maioria dos pacientes recebeu alta logo após o primeiro atendimento.

As circunstâncias ainda serão apuradas pela Polícia Civil e pela própria empresa.

0 Comentários

Deixe um Comentário

13 + 11 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página