Em caminhada até a Arena, montenegrina ganha camisas de Suárez e carga de arroz no tratamento contra o câncer

Jana Scota ganhou camisetas autografadas e usada pelo craque uruguaio, além de uma carga de arroz do patrocinador do jogador

Um grupo de montenegrinos se reuniu às 4h30 da madrugada do último domingo, dia 3, na Praça Rui Barbosa, no centro da cidade. O objetivo era a caminhada de 56 quilômetros até a Arena do Grêmio para conseguir a camiseta do atacante uruguaio Luis Suáres, em sua última partida pelo tricolor em casa. A meta foi alcançada, no melhor estilo do “Até a pé nós iremos”, cantado no hino do tricolor. Mais do que isso. O ídolo, que marcou o gol da vitória diante do Vasco da Gama, autografou também mais três camisetas novas doadas por dirigentes e parceiros do Grêmio. E uma das empresas que o patrocina ainda anunciou a doação de uma carga de arroz, que poderá ser vendida para obter mais recursos.

As camisetas do Suárez serão sorteadas para arrecadar recursos para a campanha em benefício da educadora física Janaína Ruoso Scota, de 45 anos, mais conhecida como “Jana”. Ela continua dando aulas no Studio One, academia de pilates, treinos físicos e funcional, na rua João Pessoa, do centro de Montenegro. Mas segue focada também na luta para superar o câncer de pulmão que foi diagnosticado no ano passado. E para isso conta também com o apoio da comunidade, já que é muito conhecida e estimada. “Não podemos desanimar e se entregar. Sigo trabalhando dentro do meu limite”, diz.

Caminhada iniciou na madrugada de domingo na praça central de Montenegro e foi até a Arena, chegando momentos antes do último jogo do craque no estádio do Grêmio

Seis pessoas participaram da caminhada até a Arena, por cerca de 10h40min. Outros fizeram trajetos menores. A própria Jana caminhou cerca de vinte quilômetros, no começou e fim do trajeto. O grupo foi liderado pelo diretor de turismo do município, Jaime Büttenbender, que já fez a caminhada antes por outros fins beneficentes. Exausta, ela falou ontem sobre a conquista. “Estou com a alma lavada. Nosso objetivo foi alcançado”, disse, agradecendo aos participantes e também a família do goleiro Galatto, herói da “Batalha dos Aflitos”. “Ele moveu tudo para nos ajudar”, ressalta, agradecendo também a todos que apoiaram, enviando mensagens. “Foi muito emocionante”, disse. “Como isso faz bem para a gente. É uma felicidade que não cabe dentro de mim”, completa. O grupo foi também acompanhado por uma ambulância de resgate do Grupo Vargas, que no caminho ainda socorreu vítimas de um acidente.

Jana está em tratamento com o medicamento Pembrolizumab, aprovado pela Anvisa. Entretanto, o medicamento não é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ela ingressou na Justiça com liminar de urgência, mas não foi concedida. O processo segue tramitando. Como corre contra o tempo, foi lançada a campanha que inclui vakinha online e também várias ações para angariar recursos que possam garantir pelo menos a aplicação das 15 primeiras doses do Keytruda (marca do Pembrolizumab) até vir a decisão da Justiça. O custo do medicamento é muito caro. As 35 doses custam cerca de R$ 1,5 milhão. Até o momento ela obteve recursos para a aplicação de sete doses, mas a campanha está se intensificando, ainda mais com o sorteio das camisetas de Suárez. Jana está otimista e agradece a solidariedade da população.

Entre as ações tem a vakinha online pelo https://www.vakinha.com.br/3684658 e o Pix 3684658@vakinha.com.br.

0 Comentários

Deixe um Comentário

três + 16 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página