ACIS Caí mobiliza entidades e lideranças da região para recuperação de empresas atingidas pela enchente

Entidades e governo estudam ajuda do Estado a empresas afetadas pela enchente

Seguindo o exemplo da grave situação enfrentada em setembro pelos municípios do Vale do Taquari, Thomas Oderich, diretor regional da Federasul e presidente da ACIS-Caí, reuniu várias entidades do Estado e prefeituras da região na tarde de ontem, quinta-feira, dia 4, para serem recebidos pelo prefeito Júlio Campani na sede da Prefeitura de São Sebastião do Caí. O encontro contou com a presença da Federasul, representada pelo vice-presidente regional Valdir Mattos e pelo diretor regional João Batista Dias, dos vice-presidentes da FIERGS/CIERGS Marcos Oderich e Thômaz Nunnenkamp, do SEBRAE, da SEDEC-RS (Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado), da AMVARC (Associação dos Municípios do Vale do Caí) e representantes de ACIs, CDL’s e prefeituras da região (Montenegro/Pareci Novo, Feliz, Bom Princípio, Harmonia, São Vendelino, Vale Real e Encantado).

Encontro de representantes de municípios e entidades aconteceu ontem no Caí 

O objetivo do encontro foi discutir formas de viabilizar a busca efetiva de recursos para minimizar os prejuízos causados pelas cheias ocorridas na região no mês de novembro que afetaram fortemente várias indústrias, prestadores de serviço e o comércio, causando destruição mobiliária, perda de estoques, de materiais e de equipamentos diversos, quebras de máquinas, entre outros.

Na ocasião, o Diretor Adjunto da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SEDEC-RS), Roger Pozzi, relatou, juntamente com a Coordenadora de Atendimento Regional do SEBRAE, Bia Zortéa, algumas ações que as entidades do Vale do Taquari realizaram, entre elas, o levantamento efetivo de todos os prejuízos das empresas daquela região, através de um questionário elaborado conjuntamente pelo SEBRAE e pelo Governo do Estado. Também foi apresentado por um dos articuladores do encontro, o representante da CIC Vale do Taquari, presidente da ACI de Encantado, Ângelo Fontana, o dossiê elaborado pela empresa de higiene e limpeza Fontana S/A como modelo a ser seguido por outras empresas que buscam recursos para sua reconstrução.

Na ocasião, foi exibido o questionário que será amplamente divulgado para que as empresas e empreendedores afetados pela maior catástrofe da história de São Sebastião do Caí, e que atingiu também as cidades vizinhas, possam responder de forma clara e objetiva os prejuízos sofridos, a fim de tabular-se um relatório com todas as perdas resultantes desta tragédia acontecida na segunda metade de novembro de 2023. De posse desse levantamento detalhado, que será apresentado ao poder público e às instituições bancárias, será elencada uma série de demandas, considerando empréstimos a juros mais baixos, diminuição e postergação de impostos, entre outras medidas, que possam mitigar os prejuízos e viabilizar a continuidade das empresas e comunidades atingidas na região, assim como medidas para a prevenção de novas catástrofes. Na ocasião foi solicitado que todos os afetados busquem as associações e entidades empresariais de suas cidades (associados ou não) para terem acesso ao formulário.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dois × dois =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página