Prefeitura de Montenegro notifica empresa por problemas na coleta do lixo

Maior atraso na coleta de lixo estaria ocorrendo em localidades do interior - Crédito: Prefeitura

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente emitiu mais de 20 notificações contra a empresa Ecosul Ambiental, encarregada do recolhimento do lixo em Montenegro nos últimos dias. Segundo a Prefeitura, os problemas na coleta iniciaram em meados de dezembro, logo após a renovação do contrato emergencial com a companhia, que estava em vigor desde setembro. Pelos serviços, a empresa recebeu, no início, R$ 229 mil por mês, valor recentemente reajustado para R$ 250 mil em virtude da alteração do tipo de um veículo da frota.

As principais irregularidades referem-se ao não cumprimento do calendário e dos itinerários. “São várias queixas diariamente de moradores em cujas ruas os caminhões não passaram ou não levaram o lixo de todas as casas”, informa o secretário de Meio Ambiente, José Clébio Ribeiro da Silva. A situação não é diferente no interior. Há reclamações em localidades como Campo do Meio, Bom Jardim e Vapor Velho. “No dia 22, por exemplo, os caminhões só saíram da garagem – e com grande atraso – depois que a fiscalização comprovou uma denúncia de que estavam parados e notificou a empresa”, revela Clébio.

Prefeitura aplicou 20 notificações por falhas na coleta do lixo
– Crédito: Prefeitura

A SMAM recebeu informações de que a empresa recolhedora enfrenta problemas financeiros, o que estaria gerando dificuldades até mesmo para abastecer os caminhões. “Precisamos deixar claro que a responsabilidade não é da Prefeitura, que vem cumprindo suas obrigações com a Ecosul rigorosamente como estabelece o contrato”, enfatiza Clébio.
Enquanto busca, sem sucesso, um diálogo com a direção da Ecosul, a Administração Municipal está usando as ferramentas previstas no contrato para pressionar a empresa a cumprir a sua parte. Além das notificações, deverá ocorrer a aplicação de multas e, se o serviço não for normalizado, até mesmo a rescisão do contrato é uma possibilidade.

A empresa nega problemas financeiros e que houve apenas um problema no cartão de abastecimento dos caminhões, o que já foi solucionado. E garante que a coleta está normal. Entretanto, moradores de localidades do interior do município relatam atrasos no recolhimento desde a semana passada.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

sete + treze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página