Melhorias devem iniciar em breve e foram apresentadas em entrevista coletiva hoje de manhã - Crédito: Prefeitura

Principal local de prática de esportes e lazer da comunidade montenegrina, o Parque Centenário necessita de uma melhor estrutura. E nesta terça-feira, dia 26, a Prefeitura apresentou o projeto de revitalização de todo o parque, com investimento superior a 4 milhões de reais em recursos próprios e federais. O objetivo é que as obras estejam prontas até o próximo ano, quando está sendo programada a festa dos 150 anos do município.

Nos próximos meses, o Parque centenário será transformado num grande canteiro de obras. Em entrevista coletiva na Estação da Cultura, o prefeito Gustavo Zanatta e o vice Cristiano Braatz apresentaram as mudanças no parque. Entre as primeiras melhorias planejadas está o cercamento da área de cerca de 11 hectares e a instalação de uma subestação de energia, garantindo segurança e eletricidade, que estão entre os principais problemas no Centenário nos últimos anos. Também a construção de um anfiteatro no espaço em que hoje está a pista de rodeio, a qual deve ir para outra área. E mais decks para pedalinhos no lago, novo pórtico de acesso com cobertura que vai lembrar o morro e citros, quadras de futebol society, patinação e pump track (para ciclistas). Também está prevista a instalação de um playground inclusivo (com brinquedos e equipamentos adequados para deficientes) e um espaço para divulgação de informações turísticas.

Anúncio das obras ocorreu em entrevista coletiva nesta terça-feira
– Crédito: Prefeitura

Só a nova subestação de energia está orçada em R$ 722 mil. A previsão é de que esteja funcionando em cerca de três meses. Nos últimos anos o parque chegou a ficar completamente sem luz, problema que agora deverá ser solucionado. “Hoje é um dos momentos mais especiais para mim, de poder anunciar o resgate do nosso Parque”, comemorou o prefeito Gustavo Zanatta, lembrando a importância do Centenário, como ponto de encontro da comunidade e palco de grandes eventos. Já o secretário municipal de gestão e planejamento, Rafael Cruz, que apresentou as novidades juntamente com a arquiteta Valéria Wollmann, ressaltou que as melhorias não serão apenas para a festa dos 150 anos e demais eventos, mas para serem aproveitadas pelos montenegrinos diariamente.

Na área de rodeio deve ser construído um anfiteatro e espaço multiuso
– Crédito: Prefeitura

Zanatta salientou que as obras foram definidas a partir de uma consulta à comunidade. “No ano passado, formamos uma comissão de voluntários para levantar os principais interesses da população em relação à área. O projeto que estamos apresentando contempla a maior parte daquelas sugestões”, aponta. E ressaltou ainda as parcerias com a iniciativa privada, que poderão ser utilizadas tanto no novo restaurante, como em locações de pedalinhos (barquinhos), espaço multiuso para eventos e publicidade.

Parque deve passar por grande remodelação
– Crédito: Prefeitura

Inaugurado em 1973, o último investimento substancial no Parque ocorreu em 1988, há 34 anos, quando da realização da Festa & Festa, incluindo a construção do ginásio Normélio Petry (Azulão) e pavilhões de exposição. Com o tempo e por falta de manutenção, algumas estruturas foram se deteriorando. O ginásio Domingos dos Santos (Domingão), que ficou mais de 15 anos fechado, só agora está sendo reaberto. Já o Azulão vai precisar passar por melhorias. Além disso, hoje os interesses e as necessidades dos usuários são um pouco diferentes, o que justifica a revitalização. O objetivo é valorizar o complexo, cujo uso ficou muito restrito nos últimos anos, primeiro, por problemas na rede de energia elétrica e, depois, pela pandemia do novo coronavírus. “Com a Covid-19 sob controle, as pessoas estão voltando a se divertir e o Parque tem um importante papel neste contexto. Queremos que ele seja, cada vez mais, um ponto de encontro para a população, para a prática do lazer e de atividades esportivas”, destaca o prefeito. “Com isso, a Administração investe, na verdade, na qualidade de vida dos montenegrinos”, acrescenta Zanatta.

De com acordo com o secretário de Gestão e Planejamento, Rafael da Cruz, a maioria das obras é de fácil e rápida execução, o que permite acreditar que estarão prontas até maio do ano que vem, quando ocorre a festa de comemoração dos 150 anos da cidade. “Algumas destas ações ainda estão na fase dos projetos e outras dependem da abertura das licitações, mas estamos otimistas”, afirma, elogiando o empenho do gerente de contratos e convênios, Sílvio Kael, na busca por recursos.

As obras previstas

Novo cercamento
– Crédito: Prefeitura

– Cercamento – A fachada principal, com frente para a rua Ênio de Freitas e Castro, receberá novo cercamento metálico, buscando manter a permeabilidade visual dos transeuntes, garantindo maior segurança aos pedestres. Os acessos secundários receberão cercamento em gradis de concreto, assegurando, além de proteção ao patrimônio público, maior durabilidade. A fachada da RSC 287 intercalará gradil de concreto com placas em concreto para publicidade e propaganda. O prazo de execução da obra é de seis meses e já está em fase de contratação, através da Tomada de Preços nº 10/2022. O investimento máximo estimado é de R$ 1.452.963,58, que será pago com recursos próprios.

– Subestação de energia – O projeto de readequação das instalações elétricas do Parque Centenário já está em licitação, através da Tomada de Preços nº 06/2022, no valor estimado de R$ 721.982,96. O prazo estimado de obra é de 3 meses.

Novo pórtico. Crédito: Prefeitura

– Novo pórtico – Inspirado nas curvas do Morro São João, busca a modernização do Parque Centenário. O existente será parcialmente demolido e sua estrutura deverá ser reforçada para suportar a nova cobertura. O novo pórtico será em estrutura metálica, em formato curvo, com pintura eletrostática na cor preto fosco, e coberto por aço corten. No mastro ao lado do pórtico, o símbolo dos 100 anos do Município será recomposto. O projeto executivo do pórtico foi contratado através da Tomada de Preços nº 21/2021 pelo valor R$ 30.252,05, a serem pagos com recursos próprios, e o prazo de elaboração do projeto é de um mês. Após a elaboração do projeto executivo, será contratada a obra, cujo tempo estimado é de dois meses.

Local para divulgação turística.
– Crédito: Prefeitura

– Infotur (Espaço de Informações Turísticas) – O projeto foi elaborado para promover o consumo dos produtos do mercado regional/local, como fator turístico de sustentabilidade cultural e econômica. O espaço conta com 27 m² de área construída em alvenaria, com um painel em aço corten, espaço externo, banheiro e recepção. O projeto será cadastrado para captação de recursos federais/estaduais. O valor estimado é de R$ 150.000,00 e o prazo de obra é de 2 meses.

Revitalização das quadras esportivas
– Crédito: Prefeitura

– Revitalização das quadras esportivas – Contempla o cercamento das quadras de basquete, vôlei de areia e poliesportiva com alambrado metálico, nova pintura, construção de uma quadra de futebol society e de uma nova cancha de futebol de areia. Está previsto ainda novo paisagismo, com plantio de mudas de árvores nativas. O projeto foi contemplado no programa Pró Esporte, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. O custo máximo da obra será de R$       400.214,17, sendo R$ 89 mil de contrapartida do Município, e o edital de licitação será publicado nos próximos dias. O prazo estimado para a obra é de 3 meses. Já o projeto da quadra society foi contemplado com emenda parlamentar do deputado Nereu Crispim, no valor de R$ 250.000,00. O edital será publicado pela segunda vez para licitação. O prazo de execução da obra é de 2 meses.

– Academia ao ar livre – Próximo ao lago, onde hoje se encontra uma pracinha, será construída uma academia ao ar livre. Além dos novos equipamentos que estão em fase de aquisição, os aparelhos existentes serão reformados e pintados para a mudança de local. O espaço receberá pavimento intertravado, novos bancos, lixeiras, bebedouro e paisagismo. O espaço foi solicitado através de emenda impositiva do vereador Felipe Kinn da Silva, no valor de R$ 30.000,00.

Decks com pedalinhos
– Crédito: Prefeitura

– Decks sobre o lago – O projeto prevê a criação de novos espaços de lazer e contemplação da natureza, com a construção de decks sobre o lago em frente ao restaurante. O primeiro deck conta com área de aproximadamente 90 m², contendo espreguiçadeiras, bancos e floreiras. O segundo deck será destinado à plataforma de embarque e desembarque dos pedalinhos. A estimativa de custo da obra é de R$ 150.000,00 e já possui indicação de emenda parlamentar. O projeto só se tornará viável após emissão de licença ambiental.

Caminho dos Ipês. Crédito: Prefeitura

– Caminho dos Ipês – Pensando na setorização do parque, foi elaborado um belo caminho de ipês que liga o setor de esportes com o setor de eventos. Por toda extensão do trajeto, serão plantadas mudas de ipês amarelos e haverá ilhas com bancos, pergolados e chimarródromo. O projeto de paisagismo ainda está em fase de finalização, por este motivo, não há previsão de custos.

Espaço multiuso
– Crédito: Prefeitura

– Espaço multiuso – O espaço para feiras foi projetado utilizando os mesmos materiais do anfiteatro, com estrutura metálica, telhas termoacústicas, forro lambril de madeira e iluminação de led embutida no forro. O espaço coberto conta com área de 480,00 m² para feiras sazonais, enquanto o espaço aberto possui 900 m² para praça de alimentação e food trucks. Entre os dois espaços, foram adicionadas floreiras em concreto armado com bancos de madeira. O projeto executivo foi contratado através da Tomada de Preços nº 21/2021 a um custo de R$ 28.757,90, a serem pagos com recursos próprios. O prazo de entrega é de um mês e a execução deverá levar outros dois meses.

Anfiteatro. crédito: Prefeitura

– Anfiteatro – O novo espaço para shows e eventos terá área aproximada de 200 m², e ala de serviço com aproximadamente 100 m². O anfiteatro foi projetado com uma ampla cobertura inclinada com vão livre, em estrutura metálica, com pintura eletrostática na cor preta, isolamento termoacústico em lã de vidro, telhas termoacústicas (sanduíche) e revestido em lambril de madeira com iluminação embutida. Nos fundos do anfiteatro, está projetada a ala de serviço com camarins, sanitários e depósitos. O projeto executivo do anfiteatro foi contratado através da Tomada de Preços nº 21/2021 pelo valor R$ 88.821,99, a serem pagos com recursos próprios, e o prazo de elaboração do projeto é de 2 meses. Após a elaboração do projeto executivo, será contratada a obra, cujo tempo estimado é de 6 meses.

– Espaços de lazer – No acesso principal do Centenário, onde hoje se encontra o parque infantil, está projetada uma nova área de convivência, com espaços instagramáveis e grandes jardins. O projeto visa o lazer, com elementos que lembrem aspectos da cultura local, como os bancos de “cascas de bergamota”.

Pracinha inclusiva e novos brinquedos
– Crédito: Prefeitura

– Pracinha inclusiva – Além dos tradicionais, terá brinquedos que estimulam os sentidos das crianças e adaptados para cadeirantes. O piso azul da praça estimula o sentido de calma e equilíbrio aos autistas. O projeto contempla ainda iluminação nova, lixeiras novas, floreiras e bancos. Além da grande oferta de brinquedos, a pracinha será feita com técnicas construtivas modernas, como o piso em EPDM (emborrachado), que garante a segurança dos usuários. O projeto de praça inclusiva foi contemplado pelo programa Avançar no Turismo, ofertado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A obra tem seu custo estimado em R$ 776.261,58, sendo R$ 180.541,63 em contrapartida do Município. O prazo de execução é de 3 meses.

– Requalificação dos espaços existentes – O projeto de revitalização do Parque Centenário contempla a requalificação dos prédios existentes. O projeto de reforma do Azulão e do restaurante estão em fase de elaboração. Após, será licitada sua execução. Até os festejos de 150 anos, estima-se que o espaço do restaurante já estará concedido.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here