Após força-tarefa de ontem, hoje de dia continua a mobilização e terá reforço durante a noite, com funcionários da Prefeitura, detentos do semiaberto e voluntários - Crédito: Reprodução/FN

Buscando a manutenção da limpeza nas ruas da cidade, a Prefeitura Municipal de Montenegro segue trabalhando forte para que o serviço volte à normalidade da forma mais ágil possível. Enquanto aguarda o trâmite processual para a contratação de uma nova empresa para prestar o serviço de recolhimento de lixo no município, as equipes iniciaram a segunda etapa de um mutirão desencadeado no fim da tarde de terça-feira.

Na manhã desta quarta-feira, dia 5, o trabalho foi focado na coleta dos bairros Germano Henke, Aeroclube, na Campos Netto, entre outros locais, assim como na área central. Durante o dia, novos roteiros serão divulgados dependendo das condições climáticas e da disponibilidade de mão de obra. Segundo o diretor de Limpeza Pública, Manoel Eliseu Selbach, o “Zeu”, neste momento, é importante a cooperação da comunidade para facilitar o trabalho dos servidores. “Se as pessoas puderem largar seus lixos nos containers, facilitará muito o nosso trabalho de coleta”, enfatiza.

A força-tarefa desta quarta acontecerá às 19h em uma ação da Secretaria Municipal de Viação e Serviços Urbanos (SMVSU) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR), com apoio da Guarda Municipal. De acordo com o secretário Neri de Melo Pena, o “Cabelo”, a atuação da noite de hoje ganhará o reforço de mais caminhões para agilizar e facilitar o trabalho dos que farão o recolhimento. “O mutirão de ontem conseguiu deixar a cidade em uma situação melhor. A ideia é manter a limpeza no Centro e nos bairros até a contratação da empresa”, salienta.

Como se trata de um procedimento complexo, o processo para a contratação emergencial de nova empresa segue o trâmite interno dentro da Prefeitura. A expectativa é que esse processo encerre ainda nesta quarta-feira para que uma nova empresa seja anunciada e comece imediatamente o serviço de coleta de lixo.

A coleta não era realizada desde a última sexta-feira, já que no sábado foi feriado de 1º de janeiro e no domingo não tem recolhimento. Na segunda-feira a empresa Ecosul Ambiental, que era a responsável pelo serviço desde setembro, suspendeu as atividades no município, demitindo funcionários e levando seus caminhões. Até que seja definida uma nova empresa, está sendo feita uma operação emergencial com o trabalho de servidores da Prefeitura, presos do regime semiaberto e voluntários, utilizando os próprios veículos do município. Mas como Montenegro recolhe uma média de 40 toneladas por dia, o acúmulo já era grande em quatro dias sem coleta e o prefeito Gustavo Zanatta pede a compreensão da população no sentido de só colocar o lixo na rua quando necessário até a regularização do serviço.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here