Projeto foi revelado pelo vice-prefeito e secretário de indústria e comércio, Cristiano Braatz, durante evento na ACI - Crédito: Prefeitura

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) Montenegro/Pareci Novo promoveu, na manhã de terça-feira, dia 26, mais uma edição do “Café com Associado”. Na sede da entidade, o público formado por representantes de empresas associadas à ACI teve a oportunidade de conhecer os programas e ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo.

O presidente da ACI, João Batista Dias, ressaltou a importância de ouvir o que vem sendo feito pelo poder público e de estabelecer uma relação estreita entre a entidade e a Prefeitura.

O secretário da pasta, vice-prefeitoCristiano Braatz, iniciou debatendo com os participantes o modelo de cidade que queremos para Montenegro. “Estamos propondo uma cidade com mais agilidade e menos burocracia, criando melhores condições para o ambiente de negócios e o empreendedorismo”, frisou Cristiano, que citou os prazos mais ágeis para emissão de alvarás (até 24 horas) e guias de ITBI (48 horas). Outro ponto reforçado pelo secretário foi a ótima relação com os governos estadual e federal, possibilitando investimentos como as rotatórias junto à RSC 287, que serão viabilizadas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

O diretor de Indústria e Comércio, André Luis Klein Fernandes, falou sobre o enfrentamento de gargalos que travam o desenvolvimento, como a qualificação da mão de obra e a necessidade de melhorar a logística para quem produz. “Tratamos as empresas e os empresários como clientes. Queremos ajudar e incentivar as empresas a gerar emprego e renda”, disse André.

O diretor de Turismo, Jaime Büttenbender, e a chefe do setor de Microcrédito, Jenifer Almeida, não participaram do Café, por questões de agenda. Cristiano Braatz relatou as ações projetadas e em desenvolvimento na área do turismo, como o apoio às rotas no interior, ao cicloturismo e, ainda, apresentou o projeto para a rua coberta no centro de Montenegro, em frente à praça Rui Barbosa, na rua Ramiro Barcelos. Empreendimentos semelhantes já existem em cidades como Pareci Novo, Gramado e Canela, entre outros. São Sebastião do Caí também realizou um concurso para escolher o projeto arquitetônico da futura Rua Coberta no centro. Com a cobertura, o local pode sediar eventos sem a necessidade de locação de lonões.

A Chefe do Serviço de Atividades Auxiliares, Paula Gonçalves, representando o setor de microcrédito, abordou os programas voltados aos micro e pequenos empresários, como o “Juro Zero”. Já a chefe do Serviço de Cadastro Fiscal, Elisete Souza Oliveira, demonstrou aos empresários as ações de desburocratização que estão em curso, como a Lei da Liberdade Econômica, aprovada já no primeiro ano da gestão, e outros decretos e alterações que tornaram a atividade econômica mais ágil.

A ACI prestou ainda uma homenagem ao antecessor de João Batista na presidência, Karl Heinz Kindel, com a entrega de uma placa em reconhecimento à dedicação e serviços prestados à associação. Kindel agradeceu o presente e elogiou a apresentação da equipe da SMIC. “Fica muito claro o comprometimento de todos, o que já vem sendo feito e as metas a serem alcançadas. Isso é muito bom para Montenegro”, avaliou o ex-presidente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here