Antigo prédio do IPE, em Montenegro, será reformado para sediar a Delegacia Regional e a DEAM ou a DRACO - Crédito: Guilherme Baptista/FN

O antigo prédio do IPE (Instituto de Previdência do Estado), no centro de Montenegro, será a nova sede da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil do Interior (DPRI), que abrange 19 municípios da região. O Governo do Estado já repassou oficialmente o imóvel para a Polícia Civil em março deste ano. Após ser reformado, o prédio, situado na Rua José Luiz, 1755, além da Delegacia Regional, poderá sediar também a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Conforme o delegado regional, Marcelo Farias Pereira, no primeiro piso deve funcionar a Draco ou a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM). Já no segundo piso ficará a Delegacia Regional. É que a instalação da Draco, de combate ao crime organizado e que já existe em outras regiões, ainda depende de autorização do Estado. O maior obstáculo é que com a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) não podem, num primeiro momento, serem celebrados novos convênios e ordenações de despesas. Por isso, caso a instalação da Draco seja adiada, inicialmente a Delegacia da Mulher ficará no primeiro piso.

Delegado Marcelo Farias Pereira (à direita) diz que mudança vai trazer mais segurança para o centro de Montenegro – Crédito: Guilherme Baptista/FN

Como a Central de Polícia deixará o prédio situado na Avenida Júlio Renner (Via Dois), do bairro Timbaúva, a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde são feitos registros em plantão de Montenegro durante 24 horas, além de na parte da noite, feriados e fins de semana atender toda a região, também mudará de local. De acordo com o delegado Marcelo, a DPPA será instalada junto com a 1ª DP (Delegacia antiga), na Rua José Luiz, ao lado do posto de saúde do bairro Industrial. No local já funcionou o plantão policial, onde hoje está o posto de emissão de carteiras de identidade, o qual deverá novamente trocar de endereço. E caso a Draco se instale no antigo prédio do IPE, a DEAM também deverá se mudar para junto da 1ª DP. Para isso serão necessárias mudanças no prédio.

As melhorias no antigo prédio do IPE já iniciaram, começando por reparos no telhado. O imóvel, construído em 1982, tem 440 metros quadrados de área construída. Nos fundos possui um terreno de 780 m² que poderá ser utilizado como estacionamento das viaturas, além da construção de um anexo.  O delegado Marcelo ressalta a importância da parceria com o poder público e empresas, para que possam ser realizadas as melhorias. Já estão sendo mantidos contatos com a Prefeitura, Câmara de Vereadores, Judiciário, Consepro e empresas. Divisórias, mobiliário, equipamentos e outros materiais, que estão na atual Central de Polícia, poderão ser aproveitados. Com isso, o município vai economizar um valor considerável do pagamento de aluguel do atual prédio.

O delegado Marcelo ressalta as vantagens da Delegacia Regional, DEAM e DPPA se transferirem para o centro. “É um prédio muito bem localizado, no centro e que está em ótimas condições. Com certeza quem vai sair ganhando é a comunidade”, afirma, sobre o aumento da segurança na área central, perto dos bancos e aproximando também as delegacias. Salienta que isso vai agilizar o trabalho de investigação. E passando a ter prédio próprio, vai ocasionar uma grande economia, já que não terá mais pagamento do aluguel. “Esse foi nosso principal objetivo. Se formos somar, ao longo dos anos se gastou bastante em aluguel sem necessidade”, afirma.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here