Pedágio deve ir para R$ 11,70 e Estado ainda não anunciou mudança de local ou isenção para caienses

Neste ano o pedágio continua em Portão, mas a tarifa deve quase dobrar e depois serão instaladas novas praças na RS 122 e RS 240 - Crédito: Jefferson Bernardes/Agencia Preview/EGR

Como o Fato Novo já noticiou, até o final deste mês de janeiro a tarifa do pedágio, na praça de Rincão do Cascalho, em Portão, deve quase dobrar. De R$ 6,50, deve passar para aproximadamente R$ 11,70.

Quando foi anunciado o projeto de concessão, a tarifa informada era de R$ 9,82 na futura praça de São Sebastião do Caí, prevista para o quilômetro 4 da ERS 122 no Areião. O valor já era o mais alto de todas as seis praças previstas no bloco 3. Já para o novo pedágio previsto para o quilômetro 30 da RS 240, na localidade de Paquete, em Capela de Santana, junto a divisa com Montenegro, o valor seria de 7,28. As novas praças devem ser instaladas em cerca de um ano, com cobrança nos dois sentidos. O contrato com o Consórcio Integrasul, vencedor do leilão, já foi assinado. O consórcio deverá administrar e explorar as rodovias por trinta anos, prometendo um investimento de até 3,4 bilhões de reais.

Como ainda está em fase de transição do Estado para a iniciativa privada, neste ano a praça deve continuar em Portão, mas com a tarifa já bem elevada. O reajuste para R$ 11,70 se deve ao aumento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). É um valor aproximado, dependendo da atualização.

Governo do Estado prometeu para Campani alternativas como mudança de local ou isenção para veículos do Caí, mas por enquanto nada foi confirmado
– Crédito: Prefeitura

Os prefeitos do Caí, Júlio Campani, e da Capela, Alfredo Machado, vem lutando contra a instalação dos novos pedágios em seus municípios, argumentando que vão gerar grandes prejuízos. No caso do Caí o Governo do Estado prometeu ver alguma alternativa, como alteração do local da praça ou isenção de pagamentos aos veículos emplacados no município, mas nada foi definido ainda. Campani voltou a se reunir com representantes do Governo no mês passado, que prometeram uma resposta logo após a assinatura do contrato. Entretanto, isso ainda não ocorreu. E a preocupação aumenta porque moradores do Areião informaram ontem foram vistos técnicos fazendo levantamentos e medições no quilômetro 4. Se houver alteração do local, pode ser em até 5 quilômetros para um dos lados, em direção a Portão ou Caí. Isso já aconteceu na ERS 446, entre São Vendelino e Carlos Barbosa, onde a praça mudou do quilômetro 6 para o 5 devido a existência de uma igreja.

O prefeito do Caí diz que ainda não obteve retorno do Governo ou do Integrasul sobre mudança de local ou isenção para veículos emplacados no município. Campani disse que se não receber resposta nesta semana, vai tentar marcar reunião na próxima semana. E se não for tomada nenhuma medida, não descarta buscar medidas judiciais. Ele justifica que os caienses, principalmente os moradores do Areião, terão grandes prejuízos caso o pedágio seja mesmo confirmado para a localidade.

O Governo alega que somente com a concessão poderão ser realizados os investimentos necessários na melhoria das rodovias, já que o Estado não dispõe de recursos para executar as obras. Além de melhorias na pavimentação, também devem ser construídas passarelas, viadutos, duplicações de pista, terceiras faixas, ciclovias, acessos, sinalização e iluminação, mais a oferta de serviços como de guincho e ambulância. Isso deve ocorrer de forma gradativa, iniciando com pequenos reparos, começo da recuperação em 2024 e obras maiores a partir de 2025.

O Ministério Público (MP) anunciou que investigará a concorrência realizada para a concessão, atendendo solicitação da Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas do Estado (Fetransul), que encaminhou uma representação alegando irregularidades no leilão, que teve um único participante. Entretanto o Governo garante que todo o processo foi feito de forma legal e que não existe a possibilidade do contrato ser anulado.

0 Comentários

Deixe um Comentário

oito + quinze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página