Fiscais intensificaram a fiscalização Crédito: ACOM/Prefeitura - Crédito: ACOM/Prefeitura

Todos os municípios do Estado seguem em bandeira preta, de risco altíssimo, no sistema de distanciamento controlado. É permitida a cogestão, de flexibilização do comércio e serviços, mas com restrições. As atividades não essenciais, por exemplo, só podem funcionar nos dias úteis, entre 5h e 20h. Diminuíram as filas por vagas em UTI, mas a taxa de ocupação de casos de Covid-19 ainda é alta. A UTI do Hospital Montenegro (HM) estava ontem com 140% de ocupação. O número de casos confirmados e óbitos, de pacientes com coronavírus, também segue aumentando.

Mais mortes

Montenegro, na última segunda-feira, registrou mais 5 mortes ocorridas durante o feriadão de Páscoa, totalizando 106 óbitos desde o início da pandemia. São Sebastião do Caí confirmou ontem o 36º óbito. Vale Real teve a sétima morte e São Vendelino registrou o 6º óbito. Até ontem as vinte cidades integrantes da Associação dos Municípios do Vale do Caí (Amvarc) somavam 319 mortes desde o começo da pandemia, além de cerca de 20 mil casos confirmados, dos quais aproximadamente 17 mil estão curados.

A vacinação segue avançando nos municípios, na medida em que são recebidas mais doses. Enquanto isso é importante reforçar as medidas de prevenção, como o uso de máscara, distanciamento, higiene e limpeza. Lamentavelmente algumas pessoas insistem em descumprir os protocolos sanitários. Conforme Silvana Schons, que retornou à chefia da Vigilância Sanitária de Montenegro, a fiscalização tem observado que a maior parte do comércio cumpre as regras do decreto. Mas nas ruas muitas pessoas ainda não usam máscara. E pior: ainda ocorrem aglomerações. Inclusive várias são as denúncias, principalmente de jovens, se reunindo em postos de combustíveis e em loteamentos sem habitações. “Se a situação piorar vamos ter que tomar medidas mais drásticas”, avisa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here