Campanha para Isadora terá mais eventos

Várias são as ações em prol da menina de 2 anos que sofreu um acidente na piscina no Caí

A mobilização em prol da pequena Isadora, de 2 anos, conta com mais ações em São Sebastião do Caí e na região.

No próximo domingo, dia 12, a partir das 14h, terá um jogo beneficente no Parque Centenário, com a participação especial do multicampeão Jorginho, do futsal.

Já no dia 18, sábado da próxima semana, a partir das 11h30, será servido galeto em benefício de Isadora Gabrielli Rosa. Cada cartão custa 30 reais, incluindo seis pedaços de galeto, massa e salada. A ação beneficente será na Associação Centro Comunitário Vila Progresso. Não precisa levar pote.

No outro fim de semana, dias 18 e 19, sábado e domingo, no Rancho dos Motores, do bairro Conceição (Estrada da Maçonaria, 2000), terá evento em benefício do tratamento de Isadora. Entre as atrações, Circuito de Atoleiro e Arena de Borrachão para carros e motos, sem taxa de inscrição. Valor único do ingresso: 20 reais.

Em 29 de abril terá um Bingo Beneficiente, no CTG Tiaracy, a partir das 17h30, em prol do tratamento de Isadora.

Ajuda para o tratamento de Isadora pode ser feita via PIX pela chave de celular 51999150724
– Reprodução/FN

Também podem ser realizadas doações via PIX pela chave 51999150724 (celular de Carolina da Silva Farias, mãe de Isadora).

A princesa Isadora, que é uma grande guerreira, sobreviveu por milagre após ficar por dez minutos submersa na água num acidente ocorrido numa piscina no bairro Conceição, em São Sebastião do Caí. E após deixar o hospital necessita de tratamento intensivo e procedimentos que somam cerca de 120 mil reais. A família já gastou os recursos que possuía e precisa de ajuda.

O acidente

O pai, Geovani Motta, lembra que no feriado de 15 de novembro do ano passado, logo após a família tomar café, ficou um pouco com a filha enquanto a esposa lavava a louça. Isadora estava se divertindo brincando com um coelho. Então Giovani teve que sair para resolver coisas do trabalho. Isadora ficou no quarto, olhando desenho na TV, enquanto a mãe limpava a casa. Era por volta de 10h30 da manhã quando Giovani recebeu uma ligação do filho mais velho avisando que Carolina tinha pego Isadora de dentro da piscina e que a criança estava desacordada. E que não sabia se ela estava viva.

Família precisa de R$ 120 mil para o tratamento de Isadora
– Reprodução/FN

Desesperado, Geovani correu até o hospital Sagrada Família, do Caí. Carolina relatou que quando limpava a casa ia por vezes até o quarto dar uma olhada na filha. E repentinamente não a encontrou, indo procurá-la no pátio. Foi quando a encontrou na piscina. Retirou a filha e fez massagem cardíaca. Ela vomitou algumas vezes, saindo água. E vendo a gravidade da situação, Carolina saiu correndo pela estrada pedindo socorro aos vizinhos. No hospital, o médico que prestou atendimento disse que levou 7 minutos para reanimar Isadora através de massagem cardíaca.

Através de câmeras da casa, foi verificado que a menina ficou 10 minutos na piscina. Os médicos deduziram que ela teve uma parada de cerca de 32 minutos. E foi realmente um milagre ter sobrevivido. Após o atendimento no Caí, foi removida para o Hospital da Ulbra, em Canoas, onde ficou cinco dias na UTI, dos quais três em coma induzido. Depois foi para o quarto e ficou mais 25 dias internada. Teve também pneumonia. Foi para casa em 11 de dezembro, mas sua saúde piorou e voltou a ser internada mais alguns dias. Teve nova alta em 22 de dezembro.

A luta da família

A família vem enfrentando muitas dificuldades, tanto na parte financeira como psicológica para lutar pela recuperação de Isadora. “Não está nada fácil. A vida virou de ponta cabeça. Tudo tá complicado”, diz Giovani. Mas os pais, com apoio dos familiares e amigos, estão lutando bravamente. E Isadora é uma guerreira que luta pela vida.

Isadora precisa tomar um medicamento que vai na coluna. E que tem um custo alto. Também necessita fazer reabilitação, como fonoaudióloga, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional de hidroterapia. O tratamento tem investimento elevado, mas é preciso para recuperar um pouco dos movimentos e da fala.

A família recebeu a doação de uma cadeira de rodas. Giovani parcelou as órteses que são necessárias para permitir alinhar o corpo.

Como a família vem tendo todos estes custos e não dispõe mais de recursos está solicitando ajuda através de doações via PIX pela chave 51999150724 do celular de Carolina. Qualquer ajuda é bem vida e faz a diferença. E a comunidade também pode ajudar participando dos eventos em benefício da pequena guerreira Isadora.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

quinze + 4 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página