Morte de Juliano Andrade em lago de pedreira causa comoção

Juliano Motta de Andrade, de 49 anos, era bastante conhecido e estimado - Reprodução/FN

O falecimento de Juliano Motta de Andrade, de 49 anos, está causando grande consternação na comunidade montenegrina. Vários familiares e amigos já postaram homenagens e lamentaram a morte trágica ocorrida num lago de uma antiga pedreira da localidade de Alfama, no interior de Montenegro. Em muitas postagens também é mencionado sobre os perigos do local em que ocorreu o acidente.

Juliano era bastante conhecido e estimado. Segundo parentes, era bastante brincalhão e enfrentava os problemas com bom humor. Trabalhou bastante tempo numa concessionária de automóveis e atualmente estava numa locadora de veículos. Morava no bairro Ferroviário, em Montenegro, junto da mãe, desde o início do ano passado, quando perdeu o pai. Deixa filha, enteado, demais familiares e um incontável número de amigos.

Como após a retirada do lago foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), ainda não se tem previsão para o início dos atos fúnebres. O velório vai ocorrer na Funerária Forneck Mattana, do bairro Cinco de Maio, seguido de sepultamento.

O acidente

Carro foi retirado no final da tarde de domingo após mergulhadores localizarem o veículo com o motorista preso nas ferragens
– Crédito: Talis Ferreira

Os Bombeiros retiraram no final da tarde de ontem, domingo, dia 14, o carro que tinha caído no lago da antiga pedreira da localidade de Alfama. No interior do automóvel Renault Megane, com placas de Montenegro, foi encontrado sem vida o motorista.

Conforme a Polícia, a princípio o motorista teria perdido a direção, na noite de sábado, dia 13, por volta de 21h30, quando trafegava pela Estrada Getúlio Vargas. Ele saiu da estrada e desabou de um paredão de cerca de dez metros de altura, caindo dentro de um lago da chamada antiga pedreira do João Moraes. Os bombeiros de Montenegro iniciaram as buscas com um barco e garatéia (gancho). Mesmo sendo um lago muito profundo, de cerca de 5 metros, ontem pela manhã conseguiram perceber algo em 3 metros de fundura, chegando a levantar óleo. Então sinalizaram o local e acionaram os mergulhadores. A Brigada Militar fez o isolamento do local até a retirada do veículo.

Os mergulhadores da Companhia Especial de Busca e Salvamento (CEBS) dos Bombeiros de Porto Alegre localizaram o automóvel por volta do meio-dia. O carro estava com as rodas para cima e com um homem sem vida preso nas ferragens. Com o uso de um guincho e equipamento dos próprios bombeiros, conseguiram retirar o veículo e resgataram o corpo. Após o reconhecimento de familiar, foi feito o registro na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e o encaminhamento para o IML em Porto Alegre para a necropsia. A Polícia Civil vai investigar as circunstâncias do acidente.

0 Comentários

Deixe um Comentário

12 − onze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página