Identificado motorista de aplicativo assassinado em Montenegro

Gael era muito religioso e prestativo - Reprodução/FN

Israel Patrick Figueiredo Parcianello, o “Gael”, de 38 anos, foi o motorista de aplicativo assassinado na madrugada desta terça-feira, 1º de fevereiro, em Montenegro. Segundo informações, era morador do bairro Timbaúva e estaria num posto de gasolina no centro da cidade quando recebeu um chamado. Em torno de 4h30 da madrugada ele chegou sozinho buzinando ao Hospital Unimed, com uma faca ou adaga na altura do pescoço, que causou um gravíssimo ferimento. Estava num automóvel Renault  Kwid e mesmo gravemente ferido conseguiu dirigir até o hospital na busca de socorro. Foi logo socorrido, mas não resistiu e veio a falecer.

A Brigada Militar e a Polícia Civil buscam mais informações sobre o que teria ocorrido. Ainda não se sabe onde e como ocorreu o crime. Qualquer informação, mesmo de maneira anônima, que possa colaborar para a elucidação do caso, pode ser passada para os telefones 197 da Polícia Civil ou 190 da Brigada Militar.

Mesmo gravemente ferido, Israel conseguiu chegar de carro ao Hospital Unimed, onde foi socorrido, mas não resistiu
– Crédito: Polícia CivilCrédito: Polícia Civil

O crime está gerando grande repercussão, já que Israel era bastante conhecido e estimado. Sogro de Israel, o comerciante Sandro Gonçalves, o Sandro Gás, postou um vídeo em seu perfil na rede social, avisando do assassinato do genro Israel, o “Gael”. “Ele foi assaltado essa madrugada, entre 2 e 3 da manhã. Acabaram assassinando ele”, disse. Citou ainda que Gael trabalhava como motorista de aplicativo e foi esfaqueado no pescoço. “Estamos de luto e não estaremos atendendo”, comunicou, sobre a empresa Sandro Gás.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dois × 1 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página