Campani tem reunião com ministro Barroso no STF para tentar evitar pedágio no Areião

Encontro ocorreu ontem em Brasília

O prefeito de São Sebastião do Caí, Júlio Campani, participou ontem, terça-feira, dia 30, de uma audiência com o Ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. Campani estava acompanhado da Procuradora do município de Portão, Tatiana Sampaio, e do deputado-federal Lucas Redecker, que conseguiu a reunião.

Na audiência, o prefeito e a procuradora tiveram a oportunidade de externar para o ministro toda a preocupação com a possível instalação na futura praça de pedágio em zona urbana, a exemplo do que já ocorre hoje com o município de Portão. Segundo relata Campani, “nesta oportunidade nós mostramos as fotos que foram tiradas para que o ministro pudesse ter a compreensão da abrangência e dos problemas que esta praça a ser instalada no quilômetro 4,5 da ERS 122vai causar para a comunidade da Vila São Martim e do Areião, obstaculizando seu direito de ir e vir”.

Para Campani, a reunião foi muito positiva. “O Ministro nos ouviu atentamente em uma audiência de 40 minutos em que ele, juntamente com seus quatros assessores, fez questionamentos e disse que havia entendido perfeitamente a nossa demanda, e que vai avaliar no momento de julgar, com muito carinho e muita atenção esse assunto, porque de fato impacta muito as comunidades. Então a avaliação que eu faço, foi que tivemos uma audiência extremamente positiva, com muita cordialidade por parte do ministro, muita atenção e interesse pelo assunto. E nós temos certeza de que a decisão dele também será pautada nos argumentos que nós apresentamos hoje. Não sabemos ainda qual será a decisão, mas saímos convencidos de que a nossa argumentação foi muito importante para que ele formasse um juízo de convencimento.”

O atual pedágio de Portão, onde a tarifa para automóveis em fevereiro subiu de R$ 6,50 para R$ 11,90, deverá ser desativado assim que as novas praças, na ERS 122 no bairro Areião (Caí) e no quilômetro 30 da ERS 240 em Capela de Santana (junto da divisa com Montenegro) entrarem em funcionamento, o que está previsto para fevereiro de 2024. Com a mudança prevista na concessão das rodovias, diferente da atual praça de Rincão do Cascalho (Portão), os novos pedágios terão cobrança nos dois sentidos e sem direito a isenção para moradores locais.

0 Comentários

Deixe um Comentário

6 + 3 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página