Apresentado projeto para restauração e destinação do antigo prédio do hospital

Com investimento orçado em R$ 5,5 milhões, após restauração o prédio histórico deve receber as secretarias da saúde e educação, além de farmácia municipal, anfiteatro, museu, biblioteca e ter outras finalidades - Crédito: Prefeitura

O prédio histórico, inaugurado em 1931 como a casa de saúde de Bom Princípio, terá uma nova destinação em breve. Conforme projeto detalhado do antigo prédio do Hospital São Pedro Canísio, apresentado em forma de prestação de contas à comunidade na noite da última segunda-feira, dia 14, Câmara de Vereadores, o prédio será totalmente requalificado.

O projeto foi apresentado pela equipe de engenharia responsável – a Sete Arquitetura e Restauro, a TopoArqui Engenharia e a GeoSolis Engenharia e Meio Ambiente  – para a equipe da administração municipal, vereadores, representantes da Associação Comunitária Bom Princípio, Conselho de Cultura , de Patrimônio, de Saúde, Conselho de Administração do Hospital São Pedro Canísio e convidados em geral.

Apresentação do projeto foi na segunda-feira na Câmara de Vereadores
– Crédito: Prefeitura

Foram apresentadas todas as etapas do processo de requalificação da construção. A equipe começou pelo levantamento histórico e físico do prédio, fez o mapeamento de danos, o projeto de intervenção e execução, os projetos complementares e apresentou a planilha orçamentária.

Nova destinação

Com a inauguração do novo hospital em 2018, situado junto da UPA, foi feita a permuta do prédio antigo, que passou para o município.

Conforme o amplo projeto, o antigo hospital será reformado, restaurado e requalificado para servir, principalmente, de sede para a Secretaria da Saúde e Assistência Social e para a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto.

Prédio foi inaugurado em 1931 e foi sede do Hospital São Pedro Canísio até 2018, quando foram inauguradas as novas instalações

Com um espaço físico de 2.900 m², situado junto a Prefeitura e o Parque Municipal, toda parte administrativa das duas pastas e também serviços específicos poderão ser realocados para o antigo prédio. Além disso, ainda terá espaço para a farmácia municipal, salas para fisioterapia, um pequeno anfiteatro, memorial da História da Casa de Saúde, salas multiuso, sala de projeção, biblioteca, jardim literário, e outras finalidades.

Os próximos passos

O projeto total de requalificação do antigo hospital está orçado em quase R$ 5,5 milhões, valor que a administração municipal pretende angariar a longo prazo.

A primeira etapa deverá contemplar a reforma total de todo telhado, a fim de proteger o patrimônio das intempéries. Orçado em mais de R$ 1,1 milhão, o valor investido nessa etapa virá das emendas impositivas de oito vereadores, que juntos destinaram R$ 451.938,16 para a obra. O complemento desta etapa vira dos cofres do município. Também já foi encaminhado pedido de recursos para a LIC (Lei de Incentivo a Cultura), que está avaliando o projeto.

Projeto bem-recebido

Após a explanação de toda ideia e apresentação do projeto amplo de requalificação do prédio, o público presente se manifestou favorável e demonstrou emoção com a ideia de dar um novo uso a esta construção histórica.

O prefeito Fábio Persch explicou que a ideia é inclusive ir além, recuperando o terreno em frente à antiga entrada principal do prédio, no lado Leste, fazendo ali a principal entrada para o prédio. Lilian Juchem, da pasta da Saúde e Assistência Social, se mostrou feliz com o encaminhamento do projeto, uma vez que o valor desta primeira etapa vem, em parte, das emendas impositivas dos vereadores, conforme ela solicitou a eles em reunião no ano passado ainda.

Presidente da Associação, André Kercher reiterou que a entidade será parceria. O advogado César Baumgratz e a assessora de projetos Daniela Steffen também detalharam mais o projeto e ainda houve manifestação favorável de outras pessoas, como do ex-vereador Dárcio Schneider e de Maria Sirlei John, membro do Conselho de Administração do Hospital.

Agora, o projeto começa a caminhar para a parte prática, que é uma ampla reforma. Enquanto isso, ações permanentes, como a zeladoria do prédio, ventilação de janelas, limpeza e cuidados, seguem sendo realizadas pela administração municipal.

Após ser restaurado, o prédio será sede para a Secretaria da Saúde e Assistência Social e para a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

três × três =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página