Antes de prisão por embriaguez teve perturbação em velório

Imagem ilustrativa

No caso da prisão em flagrante, por embriaguez ao volante da condutora de uma caminhonete, registrada no início da madrugada deste sábado, dia 4, por volta de 1h, em Salvador do Sul, antes a Brigada Militar recebeu denúncia de que um grupo de pessoas estariam perturbando um velório nas capelas mortuárias, com barulho e som alto. Conforme a BM, também estariam discutindo com as pessoas que estariam pedindo silêncio e respeito.

De acordo com a Brigada, os indivíduos, com sinais de embriaguez, teriam entrado em uma caminhonete Fiat Strada de cor branca e seguiram transitando em zigue-zague, colocando em risco a circulação de usuários e ocupantes do veículo, além de realizar manobras perigosas, como derrapagem de pneu.

Na abordagem, na Rua Selma Kerkoven, do bairro Bela Vista, os PMs citam que foi verificado que a motorista do veículo, de 28 anos, não possuía carteira de habilitação, além de apresentar fala lenta, odor etílico, bem como olhos vermelhos e falta de equilíbrio. Diante dos fatos foi oferecido o etilômetro (bafômetro) para realização do teste com resultado de 0,74 mg/l, comprovando a embriaguez ao volante.

A motorista foi encaminhada para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, onde foi lavrada a prisão em flagrante, sendo depois liberada após pagamento de fiança. Mas foi apreendido o veículo e aplicadas multas, além de ter de responder a processo.

0 Comentários

Deixe um Comentário

catorze − 13 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página