Crédito: Diocese

Quem entra na Catedral São João Batista, sede da Diocese de Montenegro, se encanta com a beleza da obra de restauração, mesmo ainda faltando cerca de 20% para sua conclusão. Os mais saudosos até guardam na lembrança as configurações antigas do templo e se surpreendem com o quanto mudou. Mas poucos sabem que a Paróquia nasceu de uma capelinha de taboas, erguida pelo desejo comunitário. Nesse dia 28 de abril, quarta-feira, a Paróquia São João Batista completa 150 anos. Para marcar essa data, uma missa em ação de graças será celebrada hoje, às 20 horas.

O padre Diego Knecht, pároco da Catedral, recorda que estava sendo preparada uma grande festa para essa data. “Mas, infelizmente, a pandemia ainda exige que sejamos muito comedidos na promoção de eventos públicos”, explica. Por isso, a Catedral poderá receber apenas 25% de sua capacidade de público. “De qualquer forma, vamos transmitir pelo Facebook da Paróquia e também pelo nosso canal do YouTube”, acrescenta Diego.

A missa contará com a participação de representantes de todas as capelas e movimentos que compõe a paróquia. Presidida pelo bispo da Diocese de Montenegro, dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva, a celebração também terá momentos em que será lembrado um pouco da história da Paróquia. Sua origem está numa pequena capela de taboas erguida por moradores locais, no terreno do outro lado da rua, mais ou menos onde hoje é a pracinha, mas ainda ligada a paróquia de Triunfo. Conforme o padre Diego, a transmissão pelas redes sociais inicia já às 19h30, com um vídeo comemorativo.

A singela capelinha dá lugar a uma Igreja maior, a famosa antiga Igreja Matriz que ocupava toda a área da atual pracinha, que acaba sendo demolida quando o atual prédio fica pronto. “Em todos esses momentos, precisamos destacar o esforço e empenho de toda a comunidade, de todos que passaram por aqui. Isso fica claro nas mobilizações que vemos hoje no processo de revitalização e constituição da Catedral. Eu acho que, talvez, essa seja a grande marca da comunidade que ergue uma capelinha que vai chegar a ser Catedral”, destaca o padre Diego.

Em entrevista na Rádio América, hoje pela manhã, o padre Diego e o ministro da eucaristia Mauro Henrique Kray, lembraram um pouco da história da Paróquia São João Batista. Ressaltaram que a Paróquia é mais antiga que o próprio município de Montenegro, o qual só se emancipou de Triunfo dois anos depois, em 5 de maio de 1873. A Paróquia, nestes 150 anos, teve 19 párocos, 98 vigários auxiliares e 16 padres naturais de Montenegro, além de dezenas de outros sacerdotes. “Agradecemos a Deus por essa caminhada tão bonita. A Paróquia São João Batista se identifica com a vida e a caminhada do município de Montenegro”, ressalta o bispo Dom Carlos, lembrando que foi a igreja mãe de muitas outras paróquias e da própria Diocese que hoje é formada por 32 municípios.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here