Além da primeira dose, idosos devem ficar atentos para fazer o reforço - Crédito: Prefeitura

O Ministério da Saúde informou, ontem, quarta-feira, que 6,3 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus serão distribuídas para os Estados até amanhã, sexta-feira, da Oxford e da Coronavac. Com esse repasse, segundo o Ministério da Saúde, o Brasil passará da marca de 50 milhões de doses distribuídas em três meses de campanha nacional de imunização. O Rio Grande do Sul deve receber cerca de 430 mil doses.

Com isso os municípios poderão ampliar a vacinação dos idosos e também a aplicação da segunda dose, que é muito importante para completar a imunização. Após completar a vacinação dos idosos, de pessoas a partir dos 60 anos, a expectativa é da vacinação das pessoas com comorbidades, que também integram o grupo de maior risco.

Segunda dose

À medida que a vacinação vai avançando entre os idosos, mesmo que faltem remessas, pelo menos os da terceira idade estão protegidos. E é importante fazer a segunda dose. São Sebastião do Caí estava vacinando idosos a partir dos 62 anos, mas para continuar a aplicação da primeira dose e até atingir outras faixas etárias, depende de mais lotes. Nesta quinta-feira, dia 15, terá aplicação da segunda dose para os que receberam a primeira em 15 e 22 de março, em sistema de drive-thru no Parque Centenário, entre 9 e 13h. No dia 22 de abril terá outra vacinação de segunda dose para os que receberam a primeira em 25 de março. Montenegro também está aplicando a segunda dose, em drive-thru no Parque Centenário, das 8h às 16h, enquanto aguarda por mais lotes para continuar a imunização dos a partir dos 63 anos. A partir de hoje, quinta-feira, dia 15, podem receber o reforço aqueles que foram vacinados no dia 18 de março ou antes. Demais municípios também estão vacinando de acordo com os estoques disponíveis.

Importante também fazer a vacina contra a gripe, que nesta primeira etapa, até 10 de maio, beneficia crianças de 6 meses a 6 anos, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde, devendo ser procurados os postos de saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here