Jovem que morreu em acidente na ponte da ERS 124 será sepultado no Pareci nesta terça-feira

Estevão Augusto Werle, de 19 anos, será velado a partir desta noite de segunda-feira, dia 24, na capela mortuária católica de Pareci Novo. A cerimônia de despedida está programada para a manhã de terça-feira, às 9h, na Igreja Matriz São José, no centro de Pareci Novo, seguida de sepultamento no Cemitério Católico do município.

O jovem foi vítima de acidente no final da tarde de ontem, domingo, em torno de 18h15min, na altura do quilômetro 15 da ERS 124, bem na ponte sobre o arroio Maratá, em frente ao campo e Sociedade do São Pedro, entre as localidades de Porto dos Pereiras e Porto Maratá, bem na divisa de Montenegro com Pareci Novo.

Estevão conduzia uma moto Honda CBX 750, tendo na carona a namorada, Ingrid Lachnit, de 18 anos. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), pelo que foi apurado e informado por testemunhas, um automóvel Gol, com placas de Montenegro, teria saído de uma estrada vicinal de chão batido e ingressado na rodovia, onde atingiu a moto do casal que trafegava no sentido Pareci/Montenegro. O ponto de colisão foi no município do Pareci. O Gol parou cerca de 120 metros distante da colisão, já na parte de Montenegro. Segundo a PRE, o motorista do carro não foi localizado, tendo abandonado o veículo e deixado o local sem prestar socorro para as vítimas.

O rapaz não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu na hora. A namorada foi socorrida pelo Samu e encaminhada para o Hospital Montenegro (HM) em estado grave, de onde foi removida para o Hospital Unimed de Novo Hamburgo, cidade onde reside.

A Brigada Militar também prestou apoio e a Polícia Civil será a responsável por apurar os fatos, aguardando os laudos de perícia do IGP e da necropsia do IML. O motorista do Gol ainda não se apresentou à Polícia. Imagens de câmeras do local também serão analisadas.

A morte do jovem causou grande comoção e repercussão, já que era bastante conhecido e estimado. Estevão residia no Pareci e fazia dois meses que tinha ingressado no Exército, servindo no 19º Batalhão em São Leopoldo, tendo o sonho de seguir carreira militar. Deixa o pai, também Estevão e dono de oficina perto da figueira do Pareci, a mãe Geila Roveda, irmãos Suelen Beatriz e Gregori Fernanda, demais parentes e muitos amigos.

Moto foi atingida por automóvel Gol e motorista fugiu do local
– Crédito: PRE

0 Comentários

Deixe um Comentário

4 × dois =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página