Problemas de estrutura, elétricos e infiltrações colocam funcionários e demais pessoas em risco - Crédito: Prefeitura

A Administração Municipal de Montenegro está encaminhando à Câmara de Vereadores projeto de lei visando a contratação de até 40 auxiliares de serviços escolares. Se o texto for aprovado, as admissões serão feitas em regime emergencial, com validade até 31 de dezembro deste ano. O objetivo é assegurar uma eficiente higienização dos ambientes escolares, que voltaram a ter aulas presenciais este mês, após um ano de ensino exclusivamente remoto por causa da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o prefeito Gustavo Zanatta, para fazer os chamados, será usada a lista de classificados do último Concurso Público, realizado em 2019. “O ano de 2021 será marcado pela retomada do ensino presencial, tão necessário ao desenvolvimento da sociedade. A forma de atuação e de cuidados com limpeza e higiene também deverão ter a atenção redobrada para que seja possível a volta das atividades escolares com segurança para todos”, explica.

O chefe do Executivo acrescenta que os protocolos oficiais exigem mais zelo e maior frequência das ações de higienização e limpeza. Além disso, também há servidores afastados porque estão nos grupos de risco para a Covid-19. Por isso, a necessidade de novas admissões se justifica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here