Centro de Convivência da Vila Esperança está fechado faz meio ano - Crédito: Prefeitura
O Centro de Convivência Esperança, no bairro Senai, mais conhecido como o ginásio do Plano de Prevenção à Violência (PPV), localizado na rua Juvenal Alves de Oliveira, começou a receber manutenção e reforma para que volte a ser utilizado pela população. O espaço está fechado para uso há mais de seis meses.
A manutenção e os reparos estão sendo realizados pela Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania (SMHAD), com apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Estão previstos, no local, serviços como organização elétrica, hidráulica, pintura da quadra, reforma das salas, entre outros. Neste momento, servidores do poder público realizam a limpeza do local, que estava sem uso pelas más condições de conservação. Além disso, o setor também está encaminhando o Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios (PPCI) para a rápida liberação do espaço.
Ginásio está recebendo manutenção e reforma – Crédito: Prefeitura

“Esse local tem de voltar para a comunidade o mais rápido possível”, salienta o secretário da SMHAD, Luis Fernando Ferreira. Segundo ele, o Centro é um espaço que oferece diversas atividades gratuitas que contribuem no projeto de autonomia e de sociabilidade, no fortalecimento dos vínculos familiares, do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social. “A nossa ideia é que os projetos desenvolvidos no espaço retomem aos poucos, com a abertura do ginásio”, enfatiza. O Centro foi, por muitos anos, referência dentro da comunidade da Vila Esperança nas áreas de educação, esporte e saúde.
De acordo com a diretora municipal de Assistência Social, Carliane Pinheiro, o ginásio não só foi referência na área esportiva, mas também recebeu, por um período, serviços de posto de saúde e da Escola Esperança. “Sem contar as pessoas da comunidade que faziam, diariamente, exercícios dentro do Centro”, revela Carliane. A SMHAD, neste momento, trabalha para que o lugar esteja adequado para retornar à população já nos próximos meses. “Muitos não têm ideia da importância deste espaço para a comunidade da vila”, enfatiza. Nos próximos dias, a atuação do poder público seguirá acontecendo nas dependências do prédio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here