Depois da emancipação de São Vendelino, a localidade de Chico Pedro teve o seu nome modificado para Vale Suíço. Reprodução/Internet

No município de São Vendelino havia uma localidade chamada Chico Pedro. Essa mesma localidade, antes da emancipação de São Vendelino, havia pertencido a Bom Princípio. Antes da criação de Bom Princípio foi parte do território de São Sebastião do Caí. E, antes ainda, pertenceu a Montenegro.

O nome, Chico Pedro, refere-se a Francisco Pedro Buarque de Abreu, que foi um dos principais líderes militares envolvidos na Revolução Farroupilha. Ele ficou do lado do Império, combatendo os revolucionários farroupilhas, e foi um dos principais responsáveis pela vitória final das forças de Dom Pedro I. Ele foi um notável comandante militar, sendo um verdadeiro mestre das táticas de guerrilha. Infringiu grandes derrotas às forças revolucionárias que lhe valeram o reconhecimento do governo imperial. Foi agraciado, por isso, com o título de Barão do Jacuí.

Ele teve papel central na criação das cidades de Montenegro e Maratá. Discute-se se o nome da cidade de Barão refere-se a ele ou ao Barão von Holleben.

Na Wikipédia, tem a sua importância reconhecida com o seguinte perfil biográfico:
“Francisco Pedro Buarque de Abreu, barão do Jacuí, (Porto Alegre, 1811 – Porto Alegre, 7 de julho de 1891), também chamado Chico Pedro ou Moringue (Mouringue), foi um militar a serviço do exército imperial durante a Revolução Farroupilha.

Filho do comerciante portugueses Pedro José Gomes de Abreu e de Maria Alves de Meneses (descendente de Jerônimo de Ornelas). Foi um dos mais temidos líderes legalistas, teve importante participação na resistência ao cerco de Porto Alegre pelos farrapos, tendo realizado diversas sortidas para arrembanhar gado e garantir o suprimento de alimentos. Também participou de vários combates tendo sido fundamental na conquista de Caçapava; no ataque e destruição dos estaleiros navais farroupilhas no Rio Camaquã, como capitão em 1839; e na Surpresa de Porongos, como coronel, em 1844, quando cercou e destruiu a tropa de Davi Canabarro.

Em outros combates como em novembro de 1841, fez 20 prisioneiros e tomou 400 cavalos dos Farroupilhas, perto de São Gabriel; em 20 de janeiro de 1842, Chico Pedro, atacado por Bento Gonçalves da Silva e 300 homens, derrota-o, provocando 36 mortes, 20 prisioneiros e capturando toda a bagagem, sofrendo somente 3 mortes e 7 feridos.

Após a contenda recebeu o título de barão e o de brigadeiro honorário. Acostumado à guerrilha, não se acostuma à vida militar, dá baixa do exército para cuidar de sua propriedade rural.

Proprietário de terras na fronteira com o Uruguai, criou uma força militar para defender os interesses dos fazendeiros brasileiros no Uruguai. Enfrentando bandos uruguaios dedicados ao roubo de gado, combate as forças do coronel Lamas e a divisão do general Servando Gomes. Estas lutas guerrilheiras ocorridas entre 1849 e 1850 levaram o nome de Califórnia de Chico Pedro.

Ao iniciar a Guerra do Paraguai, reúne uma força de cavalaria para lutar com o general Osório.

Empresário, foi loteador da vila de Montenegro e organizador da colônia de Maratá. Foi um dos beneméritos da construção da Igreja Nossa Senhora das Dores, em Porto Alegre.”

Depois da emancipação de São Vendelino, a localidade de Chico Pedro teve o seu nome modificado. Por desconhecimento da história (os próprios moradores desconheciam a razão do nome Chico Pedro) foi decidida a mudança de denominação para Vale Suíço.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here