Peça teatral apresentou muitas emoções e reflexões

Espetáculo foi apresentado em Tupandi, Bom Princípio e Feliz - Crédito: Claudia ComunicAtiva

Três municípios foram contemplados com duas sessões cada da peça teatral Em Busca de Sentido, do projeto Carrossel Cultural, na semana passada.

Na quarta-feira foi no município de Tupandi, na quinta foi em Bom Princípio e na sexta-feira no Centro Cultural de Feliz. Em todos os municípios as apresentações teatrais tiveram entrada franca e um público atento e receptivo, formado especialmente por estudantes. Além da narrativa envolvente e emocionante, depois da apresentação integrantes da ONG Baleia do Bem ainda conversaram com o público, que também pôde fazer perguntas e interagir com os atores, tudo interpretado em Libras.

E a peça caiu no gosto do público. “Sempre gostei do tema Nazismo, e acho que os atores interpretaram muito bem. Gosto de ler sobre este assunto, e adorei a peça, especialmente do final”, comentou a aluna Gabriele Weiand, de 15 anos, que estuda no 9º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental São Francisco, em Tupandi.

Para a enfermeira Rosane Hallal, que trabalha na UBS da sede de Bom Princípio, a peça tocou muito por vários motivos. “Em alguns momentos até me emocionei com as falas, pois me coloquei várias vezes no lugar das pessoas às quais os personagens representavam. Trazendo para a minha vida, refleti muito sobre o sentido da vida, de estarmos aqui, qual nosso papel enquanto indivíduos e coletividade. Como vivemos nossos dias? Damos significado ao que fazemos? Tudo isso me chamou para a realidade do cotidiano. O que realmente importa? Foi muito interessante levantar esses questionamentos. Gostei muito, deveríamos ter mais momentos desses”, acredita, agradecendo a todos que se envolveram para trazer mais cultura ao município.

Narjana Zimmer, de 20 anos, que faz teatro na Companhia Dell’ Arte Produções, disse que adorou a peça. “É importante trazer peças teatrais como esta para fazer o público refletir sobre aspectos interiores, sobre sentimentos e conceitos. Além disso, é uma forma de entretenimento que faz pensar”, falou a jovem.

Grande parte do público foi formado por estudantes – Crédito: Claudia ComunicAtiva

Quem também enalteceu a peça teatral foi a coordenadora pedagógica do Departamento Educação Infantil da SMED de Feliz, Greice Finger. “Foi absolutamente positivo, tanto em relação à temática abordada quanto pelo envolvimento dos alunos”, disse. Conforme a educadora, a aprendizagem deve ir muito além das dinâmicas da sala de aula. “Há uma necessidade muito grande de se expressar sobre as emoções e conflitos bem marcantes da adolescência. E a peça teatral contribuiu significativamente com essas reflexões existencialistas, bem como sobre os desafios, que se apresentam constantemente na vida de cada um e que podemos e devemos vencer”, acrescentou, parabenizando a ONG Baleia do Bem pela iniciativa e agradecendo pela oportunidade dada aos estudantes.

O espetáculo foi viabilizado pela parceria da Lei de Incentivo à Cultura e o financiamento das empresas Fibraform, Basso Pancotte e Intersul. Tem o apoio da ONG Baleia do Bem e é uma realização da Steffen Projetos e Eventos, da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.

0 Comentários

Deixe um Comentário

onze − 10 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página