A empreiteira Brasília-Guaíba já começou as obras no trecho do Rincão do Cascalho à ponte do Arroio Cadeia Arquivo/FN

No tempo do governador Pedro Simon foram iniciadas as obras de duplicação da RS-122, que chegaram a ser parcialmente concluídas no trecho entre Scharlau e Rincão do Cascalho. Depois veio o início do governo Collares e, como costuma acontecer na administração pública brasileira, as obras tiveram de ser paralisadas devido à falta de recursos.

Agora, felizmente, as obras foram reiniciadas. Começou a construção do trecho que vai do Rincão do Cascalho até o Arroio Cadeia, poucos quilômetros antes do Caí. A construtora Brasília-Guaíba, que ganhou a concorrência para a execução da obra, começou a trabalhar na última segunda-feira, com suas máquinas tirando terra dos buracos próximos à vila São Martim e levando para a reta do Areião onde há necessidade de aterro.

Depois de concluído este trecho, será atacado o seguinte, do Caí a Bela Vista, que requer um trabalho bem mais complexo. Será construída a ponte sobre o arroio Cadeia e a pista inteiramente nova passando por fora do Caí, por atrás dos morros do Reposs Bar e do Hospital até emendar novamente com o atual leito da rodovia na altura da fábrica de café Amberger.

Este trecho, por seu custo mais elevado e dificuldade de execução, pode se prever que vai demorar para ser executado, mas espera-se que a estrada seja logo duplicada até a ponte do Cadeia, o que já vai trazer grande beneficio para região.

  • Matéria publicada no Fato Novo na edição 562 da semana de 20 a 26 de maio de 1993

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here