Regularização de débitos de condomínios e vagas em unidades habitacionais estiveram na pauta de reunião entre Prefeitura e Caixa Federal - Crédito: ACOM/Prefeitura
Na busca por uma solução ágil para um imbróglio que envolve a área de habitação no município, representantes da Prefeitura Municipal de Montenegro estiveram na Superintendência de Rede – Porto Alegre – da Caixa Econômica Federal para um encontro com membros da instituição financeira. A reunião ocorreu na manhã de ontem, quarta-feira, dia 19, e envolveu, também, o Legislativo Municipal e representante da imobiliária gestora do Residencial Cinco de Maio.
Dentre as pautas propostas pelo Município, está a regularização de débitos de condomínio. Essa inadimplência impacta, diretamente, no cotidiano dos moradores do local, que têm sofrido com ameaça de cortes de serviços essenciais como água e luz. Além disso, o Executivo Municipal solicitou à instituição a possibilidade de a Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania (SMHAD) selecionar cidadãos montenegrinos, de acordo com critérios legais, para as unidades habitacionais vagas nos residenciais Cinco de Maio e Érico Veríssimo (no bairro Santa Rita), tendo em vista que os imóveis são de propriedade do Fundo de Arrendamento Residencial, gerido pela Caixa.
Pelo Executivo, estiveram presentes o vice-prefeito Cristiano Braatz, o assessor especial da Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania, José Vitor Cardoso, e a chefe do setor de Regularização Fundiária, Mainara Kuhn. A reunião contou ainda com a presença do deputado estadual Sérgio Turra e do vereador Gustavo Oliveira, ambos do Progressistas, que intermediaram o encontro. Todos foram recebidos pelo superintendente de rede da Caixa, Ricardo Bier Troglio, pelo superintendente executivo de governo – Porto Alegre, Marcos de Souza Oliveira, e o superintendente executivo de Habitação, Jairo Manfro.
Sobre a questão da regularização, pautada pelo Executivo, os representantes da Caixa destacaram que irão entrar em contato com as áreas específicas da instituição para a busca da resolução do problema. Cristiano Braatz considera a reunião positiva e vê com bons olhos a continuação das conversas. “Esse é um primeiro contato. Todos agora estão familiarizados com o assunto e buscarão a resolução”, pondera.
Nas próximas semanas, outras reuniões serão marcadas para o estudo e as ações que serão desenvolvidas pelas partes. A Prefeitura também intercederá junto aos órgãos de Justiça e prestadores de serviços para tentar evitar qualquer interrupção no fornecimento de água e luz para os moradores do local.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here