Votação vai até às 17h - Crédito da foto: TSE

Como já era esperado, em razão do grande número de cargos a serem votados, estão se formando filas em alguns locais de votação. As filas ocorrem principalmente em seções com maior número de eleitores. Por isso a importância de levar a “colinha”, com o número dos candidatos anotados, para facilitar a digitação na urna, já que os votos ocorrem para seis cargos.

Conforme Diego Bonato Coitinho, chefe de cartório da 31ª Zona Eleitoral, a maior do Vale do Caí, com sede em Montenegro, ocorreram alguns problemas no início da manhã, sendo necessária a troca de urnas eletrônicas e substituição de mesários que não compareceram. Isso também gerou algum atraso, mas dentro do esperado. Ele ressalta que quem leva a “colinha” consegue votar mais rápido e com maior tranqüilidade. E acredita que a partir do meio-dia a situação fique mais tranqüila, com menos filas. A maioria dos eleitores prefere votar pela manhã, para depois ter o restante do domingo livre.

Ordem dos votos

Neste ano houve uma alteração na ordem de votação. Primeiro haverá o voto para deputado federal, seguido de deputado estadual, dois votos para candidatos a senador, e na sequência os votos para governador e presidente. O horário de votação será o mesmo, das 8 às 17h, sem intervalo ao meio-dia. Como são seis cargos, demorará mais tempo que na eleição anterior, de 2016, que era apenas para prefeito e vereador. E com isso podem se formar filas. Por isso é importante já levar os números anotados.

Voto biométrico

Na maioria dos municípios da região ocorreu o recadastramento biométrico e quem não fez a revisão teve o título de eleitor cancelado. Foi o caso de São Sebastião do Caí, Feliz, Salvador do Sul e da maioria das cidades do Vale do Caí. Em algumas cidades, como Montenegro e Bom Princípio, o recadastramento ainda não foi obrigatório até este ano e todos os eleitores poderão votar mesmo sem ter feito a revisão. Para votar não é preciso ter em mãos o título de eleitor, mas saber onde vota e levar junto um documento de identidade com foto, como carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, passaporte ou certificado de reservista. Para quem fez o cadastro biométrico pode baixar no celular o título de eleitor digital, que está disponível no aplicativo e-título. O local de votação também pode ser conhecido com uma pesquisa simples no portal do TSE, por meio da seção Serviços ao eleitor.

Justificativa 

O eleitor que não esteja em seu domicílio eleitoral no dia da votação pode fazer a justificativa usando apenas o número do título (encontrado no site do TSE) e um documento de identidade com foto. Isso deve ser feito em um posto ou mesa receptora de justificativas. Caso não faça a justificativa na data da votação, é preciso preencher e entregar um requerimento de Justificativa Eleitora, disponível no site da Justiça eleitoral, até 60 dias após cada turno. O pedido deve ser acompanhado de um documento que comprove o motivo do não comparecimento. O voto é obrigatório para todos os eleitores entre 18 e 70 anos e optativo para os a partir de 16 anos até menos de 18, que tiverem título, e com mais de 70 anos.

Divulgação dos resultados

O resultado para presidente vai demorar um pouco mais tempo para ser divulgado, tendo em vista a diferença de duas horas no fuso horário de Brasília e o Acre. O início da divulgação da eleição para presidente ocorrerá só a partir das 19h. Para os demais cargos os resultados parciais começarão a ser divulgados logo após o término da votação às 17h.

 

Deixe seu comentário