Neri de Mello Pena, o Cabelo, volta a ser presidente a partir de janeiro - Crédito: ACOM/Câmara

Numa sessão de troca de acusações, aconteceu na noite de ontem, quinta-feira, dia 5, a eleição da nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Montenegro para o ano de 2020.

A eleição do presidente da Câmara cresce em importância em Montenegro porque a cidade não tem vice-prefeito. Portanto, o presidente do legislativo é quem assume na ausência do prefeito.

Nas três eleições anteriores teve chapa única, respeitando um acordo de um grupo de vereadores com maioria no legislativo. Assim foram eleitos Neri de Mello Pena, o Cabelo (PTB), seguido de Erico Velten (PDT) e o atual presidente Cristiano Braatz (MDB).

Pelo acordo, o próximo presidente seria Joel Kerber (PP). Mas isso não ocorreu. Joel cobrou o cumprimento do acordo. Mas os seis vereadores de oposição, que são maioria, alegaram que Joel tinha mudado de posição. Em 2016 Kerber era considerado um vereador de oposição, ainda na época do então prefeito Luis Américo Alves Aldana. Com o impeachment de Aldana, quem assumiu foi o vice Kadu Müller, que foi para o PP, partido de Joel. Então ele virou líder de governo.

Duas chapas participaram da eleição, com situação contra oposição. Após muita discussão, a chapa encabeçada por Cabelo venceu por 6 a 4. Além de Cabelo como presidente, a nova mesa diretora conta com o vice-presidente Felipe Kin da Silva (MDB), o primeiro secretário Juarez Vieira da Silva (PTB) e Valdeci Alves de Castro (PSB) como segundo secretário. Após 30 anos, um mesmo vereador é presidente por duas vezes na mesma legislatura.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here