Crédito da foto: TSE

Em sessão da Câmara de Vereadores de São José do Sul realizada na noite da segunda-feira, dia 10, foi apreciado o pedido de abertura de processo de cassação do mandato da vereadora Ida Kremer (PDT). Com somente quatro votos favoráveis – eram necessários cinco -, a solicitação acabou sendo arquivada.

Os vereadores Lourdes Calsing, Maria Márcia Daubermann, Carlos Roberto Kuhn e Laerte Junges, todos do PSD, partido de oposição à atual administração municipal, votaram a favor da abertura do processo. Já os vereadores Renato Kirch (MDB), Gerson Schütz (PT), Oscar da Rosa (PDT) e Ricardo Wasum (PP) optaram por não dar continuidade à investigação da denúncia apresentada contra Ida.

No ano passado, havia sido encaminhada ao Legislativo Municipal pela Procuradoria dos Prefeitos do Ministério Público do Rio Grande do Sul uma denúncia recebida pelo órgão que relacionava supostos delitos cometidos pela vereadora. Nesse sentido, destaque para a prestação de serviços para a prefeitura por oficina mecânica onde Ida Kremer é sócia.

Enquanto os vereadores oposicionistas apontaram um suposto descumprimento da Lei Orgânica Municipal, a defesa da vereadora ponderou que ela não participou de negociações com a prefeitura e que não houve superfaturamento nos serviços.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here