Remi Amândio Weyh tinha 73 anos e teve grande atuação na comunidade montenegrina - Crédito: Câmara de Vereadores

Na manhã de hoje, segunda-feira, dia 10, faleceu o ex-vereador montenegrino Remi Amândio Weyh, aos 73 anos.

A Prefeitura de Montenegro, através do prefeito Gustavo Zanatta e do vice-prefeito Cristiano Braatz, manifesta o seu pesar pela morte de Remi Amândio Weyh, ex-vereador (1983-1988) e ex-coordenador da Comissão Municipal de Defesa do Consumidor (2003-2005). E deseja força aos familiares e amigos neste momento de dor. O vice-prefeito Cristiano lembrou que Remi foi seu primeiro chefe. “Sou grato a várias pessoas que me ajudarame apoiaram, entre elas o professor e vereador Remy”, postou.

A Câmara de Vereadores, através do presidente Juarez Vieira da Silva, também manifestou pesar pelo falecimento do ex-vereador pelo PDS.

Remi teve atuação destacada também no esporte montenegrino
– Reprodução/FN

Remi foi bastante atuante na comunidade montenegrina. Além de vereador, foi secretário municipal, gerente da Caixa Estadual e participou de várias entidades, tendo inclusive sido presidente do Rotary Clube Montenegro Centenário. Também muito ligado ao esporte, tendo sido professor de educação física e jogador de futebol, além de torcedor fanático do Inter. O amigo Antonio Luft, em postagem no facebook, lembrou da importância de Remi para Montenegro, como professor, vereador e esportista. “Foi um vida que trilhamos juntos, em família, no esporte, na política, nos carnavais e muito mais”, recorda. “Em nossos times de futebol foi aquele destemido que na hora de decidir botava a bola embaixo do braço e assumia a responsabilidade”, completa, com fotos antigas de times que atuaram juntos.

No carnaval fez parte do mesmo bloco do técnico Felipão
– Reprodução/FN

Outro amigo, Ernesto Lauer, também postou fotos da atuação de Remi na política e no carnaval, inclusive num bloco que contava inclusive com a participação do técnico Luiz Felipe Scolari, o “Felipão”, que na época também foi professor de educação física em Montenegro, além de jogar no município.

No Clube do Comércio, onde fazia parte do Conselho Deliberativo, até antes da pandemia organizava os jogos de carta dos idosos e também participava da “carpeta”.

As filhas Julia e Debora também prestaram homenagens no facebook. E informaram que o velório acontece na Funerária Vargas, de onde sairá às 18h30 de hoje para cerimônia e despedida no crematório em Porto Alegre. “Acaba de falecer um colorado alegre e de bem com a vida. Lutou até ver que não dava mais, Vai em paz meu velho. A mãe está te esperando”, escreveu Julia. “Vai em paz pai”, completou Débora.

Destaque na comunidade

Conforme histórico da assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores, há algum tempo Remi vinha lutando contra o câncer, mas infelizmente esta foi uma batalha que ele não conseguiu vencer. Remi nasceu no dia 2 de junho de 1947, era viúvo, tendo três filhos e estava aposentado. Entre 1983 e 1988 Remi foi vereador de Montenegro tendo realizado um grande trabalho junto ao Legislativo. No pleito de 1983, concorrendo pelo PDS, ele foi eleito ao receber 502 votos. Além do PDS Remi também foi integrante dos partidos ARENA, PPR, PPB e, por último no PP.

O ex-vereador era professor de educação física aposentado. No magistério exerceu a função de educador nas Escolas São João e São José. Além disso, atuou como atleta amador de futebol tanto no campo como no salão.

Na política Remi foi assessor na secretaria estadual de Obras no período em que Telmo Kirst foi secretário.  Ele também ocupou as cadeiras de gerente nas extintas Habitasul e Caixa Econômica Estadual.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here