Em razão da pandemia, para evitar aglomerações, diplomas serão disponibilizados de forma online - Foto ilustrativa: TSE/Reprodução

A Justiça Eleitoral vai adotar todas as medidas de prevenção para garantir a segurança dos eleitores na votação do próximo domingo, 15 de novembro, quando serão eleitos prefeitos e vereadores. O uso de máscara será obrigatório, assim como o distanciamento, com marcações, além de ser disponibilizado álcool em gel. Guardanapos e lenços umedecidos também serão disponibilizados nos locais de votação.

A orientação é para que cada eleitor leve a sua própria caneta, tanto para assinar a ata de votação como para teclar na urna. Para agilizar o processo de votação e garantir mais segurança, não terá o voto biométrico, de identificação digital. O horário de votação foi estendido em uma hora, sendo que das 7h às 10h será preferencial para idosos e pessoas do grupo de risco. Outras pessoas não serão impedidas de votar neste horário, mas os eleitores com mais de 60 anos terão preferência. Não haverá intervalo ao meio-dia. Caso tenha alguém na fila após as 17h, serão entregues senhas.

Documento de identidade ou e-Título

Para votar tem que levar um documento de identidade com foto e saber o local de votação. O eleitor também pode mostrar o aplicativo e-Título, que pode ser baixado no celular. Ele está disponível apenas para quem realizou o cadastramento biométrico. No aplicativo é possível conferir o local de votação. Basta acessar o app e clicar em “Onde votar”. Caso tenha ocorrido alguma alteração do local de votação, vai receber uma mensagem. Com o aplicativo e-Título é possível também fazer a justificativa de ausência, caso esteja em outra cidade ou com problema de saúde, inclusive suspeita ou confirmação de caso de coronavírus, além de poder emitir guia de multa, certidão de quitação eleitoral e outros serviços. O app pode ser baixado para smartphone ou tablet, nas plataformas iOS ou Android. Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais. Mas devido a grande procura é importante não deixar para baixar na última hora. A justificativa pode ser feita até 14 de janeiro. A multa para regularizar, caso não justifique, é de R$ 3,51. Caso não regularize pode ter uma série de impedimentos.

Divulgação no Fato Novo

Primeiro os eleitores vão votar em vereador, com 5 dígitos. E depois para prefeito, com dois dígitos. A votação deve ser rápida, mas para facilitar o eleitor pode levar uma cola, com os números de seus candidatos anotados. Lembrando que o voto é optativo para eleitores entre 16 e 18 anos, e acima dos 70 anos.

Ainda com relação à pandemia, pessoas com confirmação ou suspeita de coronavírus, ou que tiveram contato com caso positivo, devem permanecer em isolamento e fazer a justificativa de ausência. Sobre denúncias de boca de urna, propaganda irregular ou transporte irregular de eleitores, podem ser encaminhadas para a autoridade policial, como o telefone 190 da Brigada Militar. A expectativa é de uma apuração rápida. Nos municípios menores, em poucos minutos, logo após o término da votação, através da soma dos boletins de urna já se terá o nome de quem vai administrar a cidade a partir de 2021. Já quanto aos vereadores, como é proporcional, depende do cálculo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mesmo assim os resultados oficiais devem sair até o final da tarde ou início da noite. E o Fato Novo estará dando ampla cobertura, divulgando os resultados dos municípios da região, em seu site e facebook, assim que a votação for concluída e contabilizada. E todos os detalhes depois estarão na edição impressa da próxima quarta-feira, dia 18.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here