Caminhoneiro de Harmonia chegou ao Hospital Unimed em estado grave e após 12 dias no CTI conseguiu se recuperar - Crédito: Unimed

Em meio a pandemia, a boa notícia é de que o Rio Grande do Sul tem cerca de 66% de recuperados do coronavírus, índice superior à média nacional. Das 970 pessoas confirmadas com a doença no Estado até ontem, 640 são consideradas recuperadas. O Estado chegou a 28 mortes, mas nenhuma na região. No Vale do Caí foi confirmado ontem um caso no município de Maratá. E hoje pela manhã, quinta-feira, foi confirmado o quarto caso em Montenegro. Além destes, foram confirmados 5 casos em Harmonia, dois em São Sebastião do Caí, um em Pareci Novo e outro em Tupandi. Com isso são 14 casos na região, praticamente todos recuperados. E nenhuma morte ocorreu no Vale do Caí até o momento em decorrência de Covid-19. No Brasil já são quase 3 mil mortes e mais de 45 mil casos confirmados.

Em Montenegro, que tem dois hospitais com unidades de terapia intensiva, todos os casos confirmados de Covid-19 da região foram recuperados. No Hospital Unimed, cinco pacientes que deram positivo para coronavírus e estiveram internados, já tiveram alta. Atualmente apenas um caso confirmado está internado e outros dois são casos suspeitos, que aguardam resultado da exames de laboratório. Entre os casos recuperados está de um caminhoneiro de Harmonia, que chegou ao hospital em estado grave, ficando 12 dias no CTI.

No Hospital Montenegro, dois pacientes que deram positivo para coronavírus também já estão recuperados, inclusive a funcionária do HM, que voltou ao trabalho. Atualmente nenhum caso confirmado está internado no Hospital Montenegro, sendo que têm três casos suspeitos no setor de internação e um na UTI.

O presidente da Unimed Vale do Caí, Everton Bochi, e o diretor do Hospital Montenegro, destacam que os hospitais estão preparados para receber pacientes, inclusive com centrais de triagem e alas especiais devidamente equipadas. Mas é importante que não tenham muitos casos ao mesmo tempo, o que pode provocar a falta de leitos. Por isso a importância da prevenção, através do isolamento, procurando ficar em casa, principalmente os idosos e pessoas dos grupos de risco, com medidas de higiene e limpeza. E quando for necessário sair, procurar usar máscara, ter o distanciamento e evitar aglomerações.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here