Reprodução/FN

Após a divulgação do mapa definitivo para esta semana, todo o Vale do Caí agora está em bandeira laranja, de risco médio, no Sistema de Distanciamento Controlado do Governo do Estado, o que permite a flexibilização do comércio e serviços. Isso é resultado da redução nos óbitos e internações em decorrência do coronavírus.

O Gabinete de Crise do Estado aceitou o pedido de reconsideração da Serra, permitindo que a região covid que tem como referência Caxias do Sul permaneça na bandeira laranja. A aceitação do recurso beneficiou três cidades do Vale do Caí: Bom Princípio, Feliz e Alto Feliz. Outras três cidades da mesma região covid – São Vendelino, Vale Real e Linha Nova, ficariam em bandeira laranja por não ter óbitos e internações por Covid-19 nas últimas duas semanas.

A região que tem como referência Canoas e que inclui a maioria dos municípios do Vale do Caí, entre eles São Sebastião do Caí e Montenegro, além de Brochier, Harmonia, Tupandi, Maratá, Barão, Salvador do Sul, Pareci Novo, São Pedro da Serra, Capela de Santana e São José do Sul, voltou para a bandeira laranja. O anúncio já ocorreu na sexta-feira passada durante a divulgação do mapa preliminar. O mesmo aconteceu com a região covid de Novo Hamburgo, que inclui também Portão e São José do Hortêncio.

3 mil casos na região

No início desta semana as vinte cidades integrantes da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc) somaram mais de 3 mil casos de coronavírus confirmados desde o início da pandemia, sendo que 2,5 mil pacientes já estão curados. No mesmo período foram registrados 49 óbitos associados a Covid-19.

Três mortes foram registradas na região em uma semana. Feliz registrou uma segunda morte no último domingo, de paciente de 88 anos. Já São José do Hortêncio registrou seu segundo óbito na quarta-feira passada, de uma mulher de 60 anos. E Montenegro teve a 16ª morte confirmada na terça-feira da última semana, de um idoso de 90 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here