Todos os municípios da região seguem com bandeira laranja no decreto estadual, o que significa risco médio para o coronavírus - Crédito: Fato Novo

Ontem, sábado, dia 23, o Governo do Estado atualizou o programa de Distanciamento Controlado. As determinações  tem validade entre 25 e 31 de maio.

Todos os sábados são atualizados os números e também as bandeiras com as cores para cada uma das vinte regiões em que foi dividido o Estado visando a contenção ao coronavírus. E todos os municípios do Vale do Caí, que estão divididos em três agrupamentos (Região Metropolitana, Vale do Sinos e Serra), seguem com a bandeira laranja, o que significa risco médio para Covid-19. Com isso, pode flexibilizar o comércio e serviços, mas com restrições e seguindo as medidas de uso de máscaras obrigatório, além de distanciamento, limitação de espaço e número de trabalhadores, higiene e limpeza.

Mesmo que tenha sido confirmado um óbito em Montenegro e tenha aumentado o número de casos confirmados no Vale do Caí, a situação ainda é tranqüila na região. A maioria dos casos positivos já estão recuperados e os hospitais, incluindo as UTIs em Montenegro, estão com poucos pacientes internados entre confirmados ou suspeitos para coronavírus. Pelo decreto do Governo do Estado, isso significa alta capacidade do sistema de saúde e média propagação do vírus.

Como aumentou o número de testes aplicados nos municípios, a tendência é de crescimento de casos positivos para Covid-19. Por isso o Estado mudou o cálculo do distanciamento controlado. Apenas os casos de coronavírus que gerarem hospitalização passam a ser utilizados para medir a propagação dos vírus, levando em conta seus locais de residência. Antes o governo considerava todos os casos confirmados por testes moleculares. Mas isso gerava distorções, já que alguns municípios aplicam mais testes e com isso podem ter mais casos positivos.

Com a continuação da bandeira laranja, não haverá mudança nas restrições de funcionamento do comércio e serviços na região.

Quanto menor a ocupação de leitos por coronavírus, reduzem as restrições. Se diminuir os casos pode passar para a bandeira amarela, com menos restrições. Isso já aconteceu em algumas regiões, como de Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul, que passaram de risco médio para baixo. Por isso a prevenção é tão importante. Se piorar a situação, pode mudar para bandeira vermelha, de risco alto e mais restrições, ou até preta, de risco altíssimo, provocando o chamado lockdown, de bloqueio total. Cada um tem que fazer a sua parte.

A bandeira de cada cidade pode ser consultada pelo site https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br/. Uma nova atualização ocorrerá no próximo sábado, 30.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here