Monitoramento da CPRM no Caí mostra que a situação já é de alerta Reprodução/FN

A instabilidade no tempo fez aumentar não só a preocupação com os fortes ventos, raios e a queda na temperatura, mas também com a chuva torrencial que ocorreu desde a madrugada e fez crescer a possibilidade de uma enchente. Neste ano não foi registrada nenhuma enchente na região do Vale do Rio Caí. Mas agora o volume de chuva foi muito alto.

A preocupação aumenta porque a chuva foi também intensa na região da Serra, onde nasce o rio Caí. Em Caxias do Sul, o pluviômetro da CPRM apontou 69 milímetros de chuva em Nova Palmira e 82mm em Linha Gonzaga nas últimas 24h. Com isso, o rio Caí chegou a subir mais de 4 metros em Caxias até às 21h30 de hoje, já superando a cota de inundação que é de 4m70cm.  Mas depois estabilizou e em uma hora baixou 20 centímetros.

Em São Sebastião do Caí, conforme a régua da CPRM instalada na antiga barca, o nível do rio vem subindo rapidamente desde o início da tarde de hoje. Subiu 2m87cm entre 13h30 e 23h. Só na última hora, entre 22h e 23h, chegou a subir 88cm. Atingiu 6m90, o que já é cota de alerta. A inundação no Caí inicia a partir de 10 metros.

Em Montenegro, que fica na parte mais baixa, a situação ainda e tranqüila. Nas últimas 5 horas o rio subiu apenas 40 centímetros, se aproximando da cota de atenção.

A Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) enviou um boletim extraordinário do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do rio Caí. Com base do volume de chuva e no monitoramento de suas réguas, a previsão é de que por volta de 7h30min o rio possa chegar a 10m96cm no Caí. Com isso, superaria a cota de inundação de 10 metros e teria já uma pequena enchente. Em Montenegro, no mesmo horário das 7h30, a previsão é de chegar aos 3m89cm. Isso é uma previsão. Portanto, pode não se confirmar, com o nível neste horário ficando maior ou menor. Isso depende muito do tempo, como se terá mais chuva e vento.

Conforme o coordenador da Defesa Civil no Caí, Pedrinho Griebler, se manter o ritmo subindo, algumas famílias poderão ser removidas a partir das 7h da manhã. Por isso moradores das zonas ribeirinhas, como do bairro Navegantes, devem ficar em alerta.  Uma reunião entre representantes da Defesa Civil e Secretaria de Obras está marcada com o prefeito Clóvis Duarte ás 6h.

Em Montenegro, segundo o coordenador da Defesa Civil, Elton José Santos da Silva, o rio está sendo monitorado desde a região da Serra e também estão todos em alerta.

Em Bom Princípio, 23h25min, conforme medição dos Bombeiros Voluntários, o arroio Forromeco marcava 5m70cm e o rio Caí com 10m55cm. De acordo com o comandante dos bombeiros e coordenador da Defesa Divil, Paulo Portinho, ainda não tinha risco de enchente porque tinha começado a baixar na Serra.

Deixe seu comentário